Infraero investe R$ 13 milhões na reestruturação da pista e do terminal de passageiros do aeroporto de Uberaba

Obra da pista irá gerar 250 empregos.  Com o apoio da Prefeitura, Infraero segue com o projeto Decola Uberaba e reúne representantes de diversos segmentos para tratar da ampliação de vôos 

O pedido do Prefeito Paulo Piau para a ampliação da capacidade de passageiros do Aeroporto de Uberaba foi atendido pelo presidente da Infraero, Antônio Claret, que anunciou dois projetos: modernização e ampliação do terminal de passageiros e recuperação da pista de pouso e decolagem, com investimentos da ordem de R$ 13 milhões.

 O anteprojeto que visa à ampliação e modernização do terminal foi apresentado pela Infraero em reunião nessa segunda-feira (10). O diretor de operações e serviços técnicos da Infraero, João Márcio Jordão, explicou que o investimento previsto será na ordem de R$5 milhões e agora segue para licitação e contratação da empresa responsável pelas obras de ampliação do espaço. O anteprojeto foi elaborado por engenheiros da Infraero.

“O aeroporto ampliará sua capacidade de movimentação para 3,9 milhões de passageiros/ano, aumentando a área total do aeroporto de 1.545 m2 para 3.024m2”, explicou Jordão.

Vale destacar que o projeto conta ainda com a ampliação das salas de embarque e desembarque e ampliação das áreas comerciais que passarão de 67m2 para 235 m2. O encontro contou com a presença de representantes de entidades de classe, empresários, órgãos públicos de segurança e convidados que estão mobilizados em prol do aumento no número de vôos e redução no preço da tarifa hoje praticada na cidade.

“Essa reunião com a Infraero foi muito importante, porque através de um esforço mútuo poderemos valorizar o aeroporto de Uberaba, que é gerido por uma empresa pública com a participação de companhias aéreas que podem vir para a nossa cidade. Por isso pedimos uma atenção para Uberaba que é pioneira na aviação civil e, atualmente está tendo seu desenvolvimento prejudicado por isso. É possível e é viável termos mais passageiros com uma melhor competição nos preços praticados em relação a outros aeroportos próximos. Com a boa vontade e o esforço de todos conseguiremos atingir êxito”, disse Piau.

O presidente da Infraero, Antonio Claret, foi enfático ao dizer que Uberaba é um importante pólo comercial e agroindustrial e tem no aeroporto uma comodidade de segurança para a realização das operações contando com vias de acesso rápido, com facilidade e acessibilidade que colocam o aeroporto da cidade, como um dos mais importantes e mais bem localizados do interior de Minas Gerais.


Pista de pouso e decolagem. Na ocasião, foi assinada a ordem de serviço que marca o início das obras de recuperação da pista de pouso e decolagem do aeroporto de Uberaba. Segundo a direção da Infraero, as obras de recuperação da pista são realizadas periodicamente nos aeroportos da rede Infraero. Em Uberaba, os serviços estarão sob a responsabilidade da construtora Transvias, vencedora da licitação, e terá um custo estimado de R$8 milhões. O resultado dessas obras, segundo o presidente da Infraero, é de aumentar a vida útil da pista em mais 20 anos.

As atividades terão início no próximo dia 17 de setembro e a previsão inicial para o término, segundo a programação anunciada seria para julho de 2019. Entretanto, Claret, garantiu, que a pista será entregue em dezembro deste ano.

Ao todo, o projeto de ampliação de pista gerará a contratação de 200 empregos, sendo 50 diretos e outros 150 indiretos.

“Uberaba, como foi dito, tem um potencial grande de crescimento e a Infraero sempre esteve de olho nos seus aeroportos. A pista não está num estado ruim e nem inacabada, o que acontece são melhorias previstas pela Infraero e que realizamos com frequência, garantindo a segurança de todos os seus usuários. Acreditamos que existe esse potencial de crescimento para a cidade”, destacou o diretor.


Desenvolvimento econômico. Uberaba vem recebendo inúmeros investimentos empresariais, no turismo, que tem colocado o município em destaque internacional. E o anúncio dos investimentos em relação ao aeroporto só confirma a potencialidade da cidade, como ressalta o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, José Renato Gomes.

“A assinatura da ordem de serviço para a ampliação do aeroporto abrirá espaço para que qualquer empresa possa entrar na cidade e para as coisas aconteçam de fato. Uberaba perde muito quando não tem gás e perde muito quando não tem vôo. Estamos focados para que Uberaba possa ter essas duas matérias tão importantes para o nosso desenvolvimento econômico.”, finaliza o secretário.

Publicidade