Ícone do site Folha de Uberaba

Cotação Ceasa aponta alta de 60% no preço da mandioca

A comercialização na “pedra” da Ceasa Uberaba, nesta quinta-feira (dia 7), foi um misto de hortifrutigranjeiros com preços estáveis e em alta. A mandioca, por exemplo, foi majorada em 60%.

De acordo com o diretor de Abastecimento da Secretaria do Agronegócio, Mauro Genésio, 28 horticultores participaram das vendas na “pedra” hoje, com ocupação de 48 espaços.

Boa parte dos produtos manteve-se no mercado estável. Foram os casos da beterraba, vendida a R$60,00 a caixa com 22 quilos, do jiló – R$60,00 a caixa com 16 quilos, do mamão formosa – R$70,00 a caixa com 18 quilos e da banana nanica – R$30,00 a caixa com 18 quilos.

As folhosas mais procuradas, como alface e couve, também mantiveram os preços da última segunda, dia 4. Ambas saíram por R$20,00 a dúzia na cotação desta quinta.

No entanto, segundo o diretor da Sagri, alguns hortifrutigranjeiros aumentaram de preços. Quem puxou a fila foi a mandioca. O produto subiu de R$50,00 para R$80,00 a caixa com 25 quilos. Reajuste de 60%. A batata lisa também apresentou alta significativa, passando de R$115,00 para R$160,00 a saca com 50 quilos.

Não na mesma toada, quiabo e cebola também tiveram reajustes nos preços. O quiabo pulou de R$80,00 para R$90,00 a caixa com 14 quilos e a cebola foi de R$55,00 para R$65,00, o saco com 20 quilos.

As baixas, nesta quinta, ficaram por conta da vagem, do tomate, da cenoura e do abacate. A vagem caiu de R$100,00 para R$90,00 a caixa com 13 quilos, o tomate saiu de R$50,00 para R$45,00 (segunda linha) e a cenoura baixou para R$55,00. Antes, R$60,00 a caixa com 22 quilos. Já o preço da caixa de abacate reduziu de R$70,00 para R$65,00.

A “pedra” na Ceasa de Uberaba retoma suas atividades na segunda-feira, dia 11, a partir das 5h30.

Sair da versão mobile