Previous
Next

Projeto Geopark, FCU e Sebrae Uberaba mapeiam artesanato local

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Projeto Geopark e Fundação Cultural de Uberaba (FCU), em parceria com Sebrae Uberaba, estão mapeando artesãos, chiteiras, bordadeiras, tecelãos, ceramistas, crocheteiras e demais profissionais do setor na cidade. Objetivo é capacitar e dar legitimidade empresarial.

Para isso, foi desenvolvido um formulário on-line a fim de facilitar o cadastramento, disponível pelo link bit.ly/artesanatouberaba. As informações necessárias incluem dados de contato, modalidade de artesanato desenvolvida, tempo e histórico de trabalho.

De acordo com o gerente do Sebrae, Marcius Marques, a proposta é mapear e conhecer os artesãos locais para, posteriormente, promover ações que possam vir ao encontro da necessidade desse público, como qualificações, cursos e, até mesmo, a criação de um selo de “Geoprodutos”.

“O modo de fazer artesanato é histórico e precisa ser valorizado, ainda mais em tempos em que os processos tecnológicos e industriais dominam, cada vez mais, os espaços de produção. Hoje, o que é feito à mão está escasso. Esse cadastro é importante para que a gente tenha um diagnóstico e, com a ajuda do Sebrae, vamos impulsionar o trabalho artesanal, dando legitimidade empresarial para esse público”, explicou o historiador do Departamento de Patrimônio Histórico, professor Gustavo Vaz.

Qualquer dúvida quanto ao preenchimento do formulário, entre em contato no telefone (34) 3331-9214, na Fundação Cultural. O professor Gustavo está disponível para auxiliar a preencher o cadastro de forma presencial na sede da FCU, localizada na praça Rui Barbosa, nº 356, das 13h às 17h.

Confira outras notícias: