1º Festival Gastronômico e Cultural de Uberaba será lançado nesta quinta-feira, dia 28

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Iniciativa terá concurso de pratos, circuito de música em bares da cidade e shows de renome nacional, além de sorteio de brindes

Será lançado nesta quinta-feira, dia 28, o 1º Festival Gastronômico e Cultural de Uberaba. A ação visa fomentar os setores que foram diretamente impactados pela pandemia, como o setor de eventos, bares e restaurantes. O Festival vai começar nesta sexta-feira (29) e se encerrará nos dias 27 e 28 de novembro, com uma grande festa no Mirante Uberaba – Parque Netinho Guaritá, onde shows de diversos artistas locais e também de cantores de renome nacional, como Wilson Sideral e Sandra de Sá, serão apresentados. Ao todo, mais de 80 bandas se apresentarão durante todo o período do Festival.

Reunindo gastronomia, música e manifestações artísticas, a ação contempla um circuito de apresentações artísticas e culturais em bares e restaurantes da cidade, além de um concurso de pratos. Ao todo, 20 restaurantes concorrerão no festival gastronômico. Os estabelecimentos participantes inscreveram pratos, todos produzidos com carne e leite zebu, que concorrerão ao título de melhor prato. Os clientes que frequentarem os estabelecimentos participantes e consumirem os pratos inscritos na iniciativa poderão votar em seu prato preferido e concorrer a brindes e vouchers.

A votação nos pratos concorrentes termina no dia 24/11 e os finalistas serão anunciados no dia 28, no encerramento do Festival. Será lançado um hotsite com todas as informações do evento, programação, parceiros, além de uma plataforma de votação. A premiação será entregue na primeira quinzena de dezembro, durante o Natal no Parque, na ABCZ. Idealizador da iniciativa, o Sebrae Minas, por meio do gerente na Regional Triângulo, William Rodrigues de Brito, destacou que o Festival nasceu a fim de contribuir com os setores que tiveram um impacto muito significativo perante a pandemia.

“Eles foram os primeiros a fechar e os últimos a abrir. Nós viemos monitorando tudo isso, desde o início da pandemia, sempre pensando em como gerar oportunidades para esse setor e como contribuir de alguma forma. Com o avanço da vacinação e as flexibilizações dos protocolos, vimos o Festival como uma iniciativa que conectaria todos e seria uma excelente oportunidade de retomada. Chamamos os parceiros, Aciu, Prefeitura, entre outros, e construímos esse projeto, que será lançado amanhã oficialmente”, explicou.

Anderson Cadima, presidente da Aciu, pontuou que o setor de eventos registrou um prejuízo de aproximadamente R$270 bilhões com a pandemia do novo coronavírus, só em 2020. “Foram muitas pessoas impactadas diretamente, bares e restaurantes, casas de eventos, garçons, músicos, artistas, enfim, essa cadeia é muito grande e estima-se que as perdas levaram ao desemprego de 3 milhões de pessoas. São muitas empresas que dependem diretamente da realização de eventos para funcionar. E vimos neste Festival uma forma de contribuir com este setor, movimentar a economia da cidade e fazer com que este segmento possa voltar a se sustentar e a gerar emprego e renda”, ressaltou.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação, Rui Ramos, pontuou que este é o primeiro evento grande que Uberaba recebe nos últimos vinte meses, em função da pandemia. “Com esta liberação mais ampla mediante as restrições da pandemia, acreditamos que o momento é propício para o evento, a organização estará muito atenta aos cumprimentos dos protocolos e nossa expectativa é a melhor possível, temos certeza que será um sucesso.”

Para o presidente da Associação Mineira de Eventos e Entretenimento (Amee), Pablo Carvalho, a retomada dos eventos trouxe esperança para o setor, que representa mais de 12% do PIB brasileiro. “O Festival é uma vitória para o setor. Estamos há quanto tempo sem poder realizar iniciativas desta natureza. Este será o evento que marcará o início de um novo tempo, com certeza. E o primeiro de muitos festivais”, disse. Também integrante da comissão realizadora, o presidente do Sindicato dos Proprietários de Hotéis, Restaurantes, Bares e similares de Uberaba (Sinhores), Fred Masson, frisou que “o objetivo é que o Festival se torne referência não só para Uberaba, mas também para a região, movimentando o setor do turismo, da gastronomia e do entretenimento como um todo.”

Luiz Fernando Resende dos Santos Anjo, reitor da UFTM, instituição parceira na realização do Festival, pontuou que a universidade mostra, mais uma vez, o seu compromisso com a comunidade e o apoio às ações de cultura. “Um evento como esse é de grande importância para a retomada da economia e desenvolvimento de nossa cidade, e nós fizemos questão de estar junto”. O lançamento do Festival, agendado para esta quinta-feira, dia 28, será destinado a parceiros e convidados. Logo após o evento, todas as informações estarão disponíveis no endereço www.festivaluberaba.com.br, bem como nas redes sociais, nos perfis @festivaluberaba.

O 1º Festival Gastronômico e Cultural de Uberaba tem como patrocinadores másteres, a Itaipava e a ABCZ, patrocínio da TV Integração, parceria institucional da CNC, pelo Sistema Fecomércio MG, Sesc, Senac e Sindicomério Uberaba, além de seus realizadores: Sebrae, Aciu, Prefeitura de Uberaba, Amee, Sinhores, UFTM e Projeto Geopark. A iniciativa também conta com o apoio do Convention Bureau, Fiemg, Cigra, CDL, Comtur, Circuito Turístico Rota do Triângulo e Sesi Minas.

Confira outras notícias: