Brasileira é destaque no Biometric Technology Rally

Compartilhe este post

O Departamento de Segurança Interna (DHS), dos Estados Unidos, publicou os resultados do Biometric Technology Rally 2022. A competição desafia a indústria a desenvolver sistemas de reconhecimento biométrico mais rápidos, precisos e fáceis de usar para melhorar a segurança e conveniência, especialmente em portos e aeroportos. A última edição testou sistemas de reconhecimento facial.

O software da brasileira Griaule alcançou a primeira posição no Rally. O Matching System da Griaule — conhecida como Kenai neste desafio — destacou-se nas categorias de identificação e privacidade, alcançando uma taxa de precisão de 99,8% no Matching Focused True Identification Rate (Matching-TIR) para grupos de 2 pessoas, sendo esta a melhor taxa entre os fornecedores.

De acordo com a Administração de Comércio Internacional Americana, mais de um terço dos viajantes que visitaram os Estados Unidos, em 2020, viajaram em grupos de dois ou mais. Portanto, o foco do Rally foi aprimorar os recursos que podem, rapidamente e com precisão, reconhecer pequenos grupos de viajantes enquanto evita a captura de imagem de outros espectadores em um ambiente lotado.

“O objetivo do Rally 2022 era elevar o nível de desempenho e desafiar ainda mais a indústria a desenvolver tecnologias que superassem restrições operacionais ao mesmo tempo em que consideravam questões de privacidade e liberdades individuais”, disse Arun Vemury, líder do Centro de Tecnologias Biométricas e de Identidade do Departamento de Ciência e Tecnologia do DHS. “As tecnologias biométricas continuam a evoluir em termos de precisão, velocidade e facilidade de uso, por isso é importante garantir que esses recursos também incluam salvaguardas de privacidade, como a opção de desativar a triagem biométrica”, ressaltou.

Brasileira supera meta da indústria

O DHS não escolhe vencedores para o Rally, entretanto, define uma meta para a indústria. A brasileira Griaule, com sede em Campinas, não apenas superou a meta estabelecida, como alcançou o melhor resultado entre os fornecedores ao atingir a pontuação Matching-TIR de 99,8%. “Acreditamos que a privacidade e o uso adequado são componentes críticos da tecnologia de reconhecimento facial. Provamos isso no Biometric Technology Rally 2022, demonstrando nosso compromisso com o desenvolvimento de tecnologia que respeita os direitos civis”, afirmou João Weber, CEO da Griaule.

A tecnologia da empresa, que utiliza técnicas de inteligência artificial, como Deep Learning, já é utilizada pelo Exército Brasileiro e por Secretarias de Segurança Pública de estados como Santa Catarina, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul. Fora do Brasil, a Griaule também fechou contrato de USD 75 milhões com o Pentágono para fornecimento de tecnologia de identificação de grande porte para apoio às missões críticas da instituição, em 2018; e exporta para cerca de 70 países.

Realizado no S&T’s Maryland Test Facility, em Upper Marlboro, Md., o Rally de 2022 incluiu 11 dias de testes com 40 configurações de reconhecimento facial e 575 voluntários, representando 54 países.

Para mais informações sobre os resultados do Rally e o desempenho da brasileira Griaule (codinome Kenai no estudo), basta acessar o site do Rally em https://mdtf.org/Rally2022.

Confira outras notícias: