Empresa brasileira usa tecnologia 4G para rastrear pets

Compartilhe este post

De acordo com o Censo Pet IPB mais recente, realizado pelo IPB (Instituto Pet Brasil) em 2021, há mais de 149,6 milhões de animais de estimação em todo o país, dentre cães (58,1 milhões), aves (41 milhões) e felinos (27,1 milhões). 

Para muitos tutores, os pets fornecem companhia, amor e bem-estar. Por outro lado, o desaparecimento de um animal pode causar um impacto emocional, uma vez que os tutores se sentem responsáveis pela saúde e pela segurança dos seus amigos de quatro patas. Além disso, o pet pode ser encontrado em condições precárias com machucados. 

Pensando nisso, uma empresa brasileira desenvolveu uma ferramenta para facilitar a busca por animais domésticos desaparecidos. Fabio Roberto Teodoro, CEO da Pethere – empresa do Grupo FRT Brasil, responsável pelo rastreador para pets Pethere 4G -, conta que a inspiração para desenvolver uma ferramenta que faz o rastreamento de animais domésticos surgiu depois que um amigo passou por um drama com a perda de um pet.

“Após o episódio que aconteceu com o meu amigo, decidi estudar uma forma de ajudar a evitar esse tipo de problema, vivenciado por milhares de tutores de todo o país. Após dois anos, surgiu o Pethere”, afirma. “Desenvolvemos um GPS de apenas 19 gramas, com chip 4G que funciona em todo Brasil e um aplicativo em português”, acrescenta.

Segundo Teodoro, o retorno dos usuários tem sido positivo: “O Pethere já ajudou a encontrar um  gato que tinha desaparecido dentro de um condomínio. Além disso, várias pessoas vêm relatando a tranquilidade que isso proporciona, assim como a função de cerca virtual e pelo aviso de bateria baixa”.

O empresário explica que a cerca virtual é um recurso em que o próprio usuário determina até onde o seu pet pode ir. Quando o animal ultrapassa a área delimitada, o tutor recebe um alerta em seu celular, para poder agir o quanto antes.

“Outro recurso que tem recebido feedbacks positivos é o ‘histórico de movimentação do pet’. Com ele, é possível saber se o animal está sedentário ou se precisa sair mais”, afirma. “Com a nossa ferramenta, esperamos contribuir para uma rotina cada vez mais segura e saudável para os brasileiros e para os seus pets”, conclui Teodoro.

Para mais informações, basta acessar: https://www.oseupetaqui.com.br/

Confira outras notícias: