Empresas ficam de olho em quem deseja montar um negócio próprio

Compartilhe este post

Cerca de 99% de todas as empresas no Brasil são micro e pequenas, totalizando aproximadamente 20 milhões de companhias, incluindo nessa categoria os microempreendedores individuais (MEI). Esse tipo de negócio é responsável por 72% dos quase 1,9 milhão de empregos gerados em 2022.

A julgar por levantamentos recentes, como o Índice de Confiança das Micro e Pequenas Empresas (IC-MPE)  permanece um clima de otimismo com as expectativas para um futuro próximo principalmente no que se refere ao setor de Serviços. Segundo os dados apresentados em abril, houve um recuo de 0,8 ponto do índice, após dois meses de aumento. Caindo de 88,5 para 87,7 pontos, de acordo com os dados da Sondagem Econômica da MPE, feita todo mês em parceria entre o Sebrae e a Fundação Getulio Vargas (FGV). Porém, dos  três setores analisados, os pequenos negócios do Serviços apresentaram um aumento de 0,3 ponto. Indústria da Transformação e Comércio tiveram, respectivamente, quedas de 1,6 e 3,8 pontos. 

Diante do considerável contingente de negócios dessa modalidade associado ao clima ainda de confiança do mercado, a Roland DG, fabricante de impressoras jato de tinta de grandes formatos e equipamentos de corte, mantém como foco investir em profissionais que desejam montar um negócio próprio na área gráfica, mas que não podem ou não querem fazer um grande aporte financeiro para iniciar no ramo de empreendedorismo. “O desenvolvimento de uma nova solução atende a estratégia da empresa no Japão de investir mundialmente em máquinas voltadas a pequenas empresas”, revela Anderson Clayton, presidente da Roland DG no Brasil.

Quem já trabalha ou deseja aturar em segmentos como arte de parede em grande escala, desenhos de camisetas (transfer), placas e sinalizações, ímãs de geladeira, etiquetas, adesivos, rótulos e design de interior seriam os beneficiados em potencial dessas novidades disponíveis no mercado.

 

 

Confira outras notícias: