Escola na primeira infância traz benefícios a longo prazo

Compartilhe este post

A escola tem um papel fundamental no desenvolvimento infantil, uma vez que durante essa fase da vida as crianças passam por um período de intenso crescimento e desenvolvimento em diversas áreas, incluindo física, cognitiva, emocional e social. De acordo com o primeiro relatório global sobre educação infantil do Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância), as crianças matriculadas na educação infantil possuem duas vezes mais probabilidade de adquirirem habilidades básicas de alfabetização e matemática, em comparação às que não participaram dessa primeira etapa escolar.

Segundo o BNCC (Base Nacional Comum Curricular), as atividades para Educação Infantil promovem o desenvolvimento das habilidades motoras grossas e finas, aprimoram a percepção sensorial e fomentam a habilidade de se concentrar e focar de forma lúdica. Além disso, tais atividades também permitem ampliar as interações sociais, aprimorar as habilidades linguísticas e o senso ético, assim como favorecem a elevação da autoconfiança, entre outras características igualmente relevantes.

A diretora pedagógica da Escola Infantil Universo, Inauri Lima, destaca que a escola desempenha um papel muito importante no desenvolvimento de crianças de 4 meses a 5 anos de idade. Segundo a especialista, a instituição de ensino fornece uma variedade de oportunidades para apoiar o desenvolvimento físico, cognitivo, social, emocional e de linguagem.

“o ambiente escolar proporciona um local seguro e estimulante para as crianças explorarem e desenvolverem suas habilidades motoras grossas e finas. As crianças podem ter acesso a equipamentos de playground, atividades físicas estruturadas e aulas de educação física, que ajudam a desenvolver a coordenação motora, o equilíbrio e a força física”, salienta.

Além disso, de acordo com a diretora, a educação infantil pode oferecer uma variedade de atividades que ajudam a desenvolver habilidades cognitivas, como resolução de problemas, pensamento crítico, linguagem e alfabetização. “As crianças podem ser expostas a uma ampla gama de conteúdos, como ciência, matemática, história e artes, que ajudam a construir uma base sólida para o aprendizado futuro”, afirma.

Lima ressalta também a importância de um ambiente social, emocional, seguro e estimulante para os pequenos interagirem com seus colegas e adultos. Para a especialista, as crianças podem aprender habilidades sociais importantes, como compartilhar, cooperar e resolver conflitos, além de desenvolver habilidades emocionais, como autocontrole, empatia e autoestima.

“Também é uma ótima oportunidade para as crianças ampliarem habilidades linguísticas, como ouvir, falar, ler e escrever. Os pequenos podem ser expostos a uma variedade de linguagens, incluindo sua língua materna e outras línguas, que ajudam a construir habilidades linguísticas e culturais”, acrescenta Lima.

 Estímulos para o ambiente escolar e doméstico

A coordenadora pedagógica da Escola Universo, Adriana Ferreira, ressalta que as crianças em idade escolar têm uma grande capacidade de aprendizado e desenvolvimento cognitivo. Segundo Ferreira, algumas das principais atividades escolares que podem ajudar a potencializar esse desenvolvimento incluem jogos de construção e atividades que estimulam a criatividade e a imaginação, como desenho e pintura; atividades que desenvolvem a coordenação motora, como esporte e dança.

“Outras ações são atividades que promovem a aprendizagem de novas habilidades, como aulas de música e línguas estrangeiras; atividades que incentivam a leitura e a escrita, como contação de histórias e escrita de diários; atividades que promovem a resolução de problemas, como jogos de tabuleiro e quebra-cabeças; e atividades que desenvolvem a socialização e a interação com os colegas, como brincadeiras em grupo e trabalhos em equipe”, evidencia a pedagoga.

Para Ferreira, é importante que os professores e educadores criem um ambiente de aprendizagem seguro e estimulante para que os pequenos possam se desenvolver cognitivamente de forma saudável e natural. Além disso, os pais também podem trabalhar com estímulos em casa para complementar o aprendizado.

A coordenadora sugere ler em voz alta para as crianças todos os dias, pois isso ajuda a desenvolver habilidades de linguagem, aprimorar a compreensão e a criatividade; proporcionar atividades que promovam o raciocínio lógico, como quebra-cabeças, jogos de tabuleiro e jogos de estratégia; incentivar a criatividade por meio de atividades artísticas, como pintura, desenho e outras atividades que envolvam a expressão artística.

A pedagoga ressalta também a importância de conversar com as crianças sobre diferentes assuntos e incentivar as perguntas, pois isso ajudará a desenvolver a curiosidade e a promover o pensamento crítico. “Recomendo também proporcionar oportunidades para as crianças explorarem o mundo ao seu redor, seja por meio de caminhadas, passeios em parques ou visitas a museus e outros locais culturais, bem como incentivar a leitura independente, fornecendo livros e outros materiais de leitura adequados à idade da criança”, aconselha.

Confira outras notícias: