Previous
Next

Preenchimento labial: escolha pelo tratamento requer atenção

Compartilhe este post

O levantamento mais recente da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (Isaps) mostrou que o Brasil é o segundo país do com mais cirurgias plásticas no mundo, atrás apenas dos Estados Unidos. Constatou-se, ainda, que 67,7% das intervenções (cirúrgicas ou não) em território nacional têm objetivos estéticos.

Neste contexto, informações da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica apontam que o Brasil supera 1,5 milhões de cirurgias plásticas por ano. Entre os procedimentos mais buscados nos últimos anos, segundo especialistas, está o preenchimento labial. A técnica pode ser ministrada por profissionais de saúde, como dentistas e médicos.

A PhD em Odontologia, Dra. Cláudia Starling afirma que a popularidade do procedimento pode disseminar mitos e inverdades sobre o tema e esclarece: “O preenchimento labial é um procedimento estético minimamente invasivo feito com agulha ou microcânulas e pode ser realizado no próprio consultório”.

A técnica utiliza uma substância absorvível nomeada ácido hialurônico de um tipo específico para a região sensível dos lábios. Segundo Startling, atualmente, este é  o produto mais indicado e seguro para o preenchimento labial. “Por ser um produto absorvível, o efeito do preenchimento tem duração aproximada de 9 meses, sendo a perda de resultado gradual”, afirma.

A profissional acrescenta, ainda, que o ácido hialurônico é uma substância produzida naturalmente pelo corpo humano e o tipo de aplicação varia de acordo com os objetivos do paciente.

Em relação aos fatores que levam à escolha, ela pondera que os motivos são variados, desde pessoas que desejam ter os lábios mais volumosos, por correções estéticas e que existe um natural interesse buscando resultados semelhantes aos de celebridades e influenciadores.

Por fim, Starling alerta que vale a pesquisa tanto em relação ao profissional responsável pelo procedimento, quanto por valores muito abaixo da média, oferecidos, por exemplo, em redes sociais. Procedimentos estéticos, mesmo os menos invasivos, realizados por pessoas sem formação e treinamento adequado podem trazer, além de prejuízos financeiros, resultados estéticos desagradáveis.

Para mais informações, basta acessar: https://draclaudiastarling.com.br/

Confira outras notícias: