Região de Sorocaba se destaca na geração de empregos

Compartilhe este post

Com atividades econômicas importantes para o país, a Região Metropolitana de Sorocaba (RMS) se destacou na geração de empregos formais no ano passado dentre as regiões do estado de São Paulo. Foram 27.277 novos postos de trabalho criados de janeiro a dezembro de 2022, segundo dados do Seade Trabalho.

Ainda de acordo com o Seade, a RMS ficou atrás apenas das regiões metropolitanas de São Paulo (294.094) e Campinas (47.232) no saldo acumulado de 2022, e em janeiro de 2023 já contabilizou 1736 vagas criadas. O saldo considera o número de admissões subtraído o de demissões no mesmo período.

O setor de serviços lidera as vagas abertas na Região Metropolitana de Sorocaba em 2022. Foram 12.070, o que representa 44% do total. Já a indústria e o comércio registraram 6.127 e 6.083, respectivamente, e 1.269 postos vieram da agricultura, pecuária e pesca.

Em Piedade, um dos 27 municípios que fazem parte da RMS, a Marina Rasa foi uma das empresas que oferta serviços e precisou aumentar o quadro de colaboradores para atender à demanda, impulsionada pela reabertura total do espaço aos clientes e turistas.

“Hoje temos 30 funcionários trabalhando no estabelecimento para dar conta de toda a infraestrutura e serviços que oferecemos. Com o fim das restrições da pandemia, houve o retorno do movimento e contratamos mão de obra para atuar no nosso clube, garagem náutica, lanchonete, hospedagem, entre outros”, comenta o empresário Rafael Pinheiro do Carmo.

E não foi somente o turismo que sentiu um aumento na demanda no último ano. O setor da construção civil também está aquecido, influenciado pela mudança de comportamento dos consumidores e maior interesse das pessoas que vivem na capital paulista em morar no interior.

Na Região Metropolitana de Sorocaba, o setor da construção foi o responsável por criar 1.728 vagas em 2022. A Construtora Santa Clara, localizada na sede da RMS, investiu na construção de um empreendimento de R$ 15 milhões e ampliou a contratação de profissionais para as obras. Atualmente, mais de nove mil trabalhadores com carteira assinada prestam serviço para empresas do setor na cidade.

Potência do interior

Em localização estratégica, entre São Paulo e Curitiba, a Região Metropolitana de Sorocaba atrai investidores para o interior do estado. É composta pelos municípios de Alambari, Boituva, Capela do Alto, Cerquilho, Cesário Lange, Jumirim, Sarapuí, Tatuí, Tietê e Itapetininga (sub-região 1); Alumínio, Araçariguama, Ibiúna, Itu, Mairinque, Porto Feliz, Salto e São Roque (sub-região 2); Araçoiaba da Serra, Iperó, Piedade, Pilar do Sul, Salto de Pirapora, São Miguel Arcanjo, Sorocaba, Tapiraí e Votorantim (sub-região 3).

A RMS conta com aproximadamente 2,2 milhões de habitantes, o equivalente a 4,6% da população paulista, segundo estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Além disso, seu Produto Interno Bruto (PIB) corresponde à 4,25% do total do estado.

Fonte: SEADE e AGEM SOROCABA

Confira outras notícias: