Previous
Next

Acidez Urbana – Por François Ramos & Leilane Vieto

Compartilhe este post

Pois é…
Governador Romeu Zema (NOVO) decretou emergência para todo o estado de Minas Gerais devido ao aumento do número de casos de dengue e chikungunya. Entre as políticas de enfrentamento da crise está a vacinação de crianças e adolescentes entre 10 e 14 anos. Cerca de 22 cidades fazem parte do plano de imunização contra a dengue, em especial aquelas que integram as regiões de saúde Coronel Fabriciano, Timóteo, Belo Horizonte, Nova Lima e Caeté. Uberaba também se prepara para receber o imunizante.


Ônibus
Após anunciar que não concederá aumento para a tarifa do transporte coletivo urbano este ano, a prefeita Elisa Araújo se prepara para enviar à Câmara Municipal, uma proposta de remanejamento orçamentário para garantir subsídio de R$12 milhões, em recursos próprios do município, para as empresas concessionárias. Vale lembrar que segundo a planilha apresentada por elas a tarifa par 2024 deveria ser fixada em R$6,65.


Vou lá!
O secretário municipal de Defesa Social, Trânsito e Transportes, coronel Roberto Benigno, salientou que irá pessoalmente à Câmara Municipal discutir a proposta de remanejamento visando a conceder o subsídio para as concessionárias. A retomada dos trabalhos plenários na casa legislativa acontece somente no dia 5 de fevereiro.


Sem chance
Por outro lado, em relação à proposta de passe livre para os estudantes, Benigno afirmou que não há viabilidade para conceder o benefício neste momento. Isso significa dizer que o governo municipal deve engavetar o projeto, pelo menos por enquanto.


De novo!
Vereadora Rochelle Gutierrez (PP), que integra a base da oposição ao governo na Câmara Municipal, entrou com um novo mandado de segurança contra o município de Uberaba. A motivação da parlamentar são possíveis irregularidades na segunda tentativa de contratação emergencial de uma agência de publicidade pela Prefeitura.


Não mesmo
Rochelle discorda quanto à presença, no caso questionado judicialmente, dos requisitos que poderiam autorizar a contratação emergencial de agência de publicidade pelo governo municipal. A vereadora deixa claro que sua conduta parlamentar reflete a postura independente que se comprometeu em assumir, quando colocou seu nome à disposição da população. Destacou também que economia e transparência integram os princípios base de seu mandato.


Viva!
Vereador Fernando Mendes (MDB) comemorou, em suas redes sociais, a instalação da rede de energia elétrica e da iluminação pública na comunidade Santa Fé. Desde que os moradores do chacreamento o procuraram, o parlamentar vinha se empenhando junto à prefeita Elisa Araújo para resolver o problema, que se arrastou por anos, desde a instalação das chácaras. “Graças a Deus nós garantimos que a energia pública chegasse para eles. Além dos postes de iluminação, chegou também a oportunidade dos moradores terem seus próprios padrões de energia”.

   Foto: Reprodução Instagram/@fernandomendes.mg


Prefeitável
Possível concorrente de Elisa Araújo nas próximas eleições municipais, o ex-ministro dos Transporte e ex-prefeito de Uberaba, Anderson Adauto, foi categórico ao afirmar que não pretende se filiar ao PSB, o que vinha sendo cogitado nas últimas semanas. Segundo ele, a intenção é permanecer em um dos partidos da federação integrada por PCdoB (seu atual partido), PT e PV.


Manja
Aliás, Anderson Adauto vem demonstrando que, mesmo após mais de uma década distante de cargo eletivo, não perdeu o jeito quando o assunto é fazer política. Na última sexta-feira (26/01) ele foi o protagonista da audiência pública realizada no salão Minas Gerais, no complexo do Barreiro, em Araxá, para discutir o futuro da BR-262, conhecida como Rota do Zebu.


Assim não
Durante a audiência, que reuniu cerca de 400 pessoas, entre autoridades políticas e representantes da sociedade civil, e que contou com a presença do Diretor Geral da ANTT, Rafael Vitale Rodrigues, foi apresentado um plano em que a duplicação da BR-262 será feita apenas entre Bom Despacho e Nova Serrana (um trecho de 44km). De Araxá a Uberaba, cerca de 127km, será feita apenas uma faixa adicional em pista simples. A proposta não agradou os representantes do “Movimento Duplica BR-262: Preservando Vidas”.


Custos
Anderson Adauto, destacou que a diferença no investimento para cobrir o custo total da duplicação completa da BR 262 seria de 57%, ressaltando que “não existe almoço grátis” e que o povo estaria disposto a pagar mais caro. Posição que foi questionada pela presidente do PL Uberaba, Ellen Miziara, em suas redes sociais.


Hein?!
Ellen Miziara (foto) postou um vídeo, após sair da audiência pública realizada em Araxá, no qual afirma que “em 2024, ano eleitoral, o que parece é que estamos mais uma vez sendo de trouxa”. De acordo com ela Anderson Adauto teria afirmado que “nós estamos dispostos a pagar por um pedágio mais caro que o que já está sendo cobrado”, o que demonstra que ele está desconectado da realidade do povo.

Foto: Reprodução Instagram/@ellenmiziara


Nada disso!
Indignada, Ellen Miziara questiona: “quem está disposto a pagar quase 60% a mais de pedágio para andar numa rodovia de péssima qualidade, sem sinalização adequada, cheia de buracos e irregularidades”? Segundo ela, todo preço que se paga hoje, neste tipo de rodovia, já é caro demais.


Absurdo
Ainda de acordo com Ellen Miziara, a proposta apresentada pelo técnico da ANTT para justificar o aumento do pedágio, apresentou uma estratégia “esdrúxula”, em que os primeiros cinco anos de arrecadação seriam apenas para recuperar a sinalização vertical, horizontal e implementar a terceira faixa (mas apenas em alguns trechos). Somente após esse período começaria de fato a duplicação. “Isso é ou não é menosprezar a inteligência dos mineiros?”, arrematou ela.


Frase
“O maior índice de acidentes está na nossa região, então nada mais justo, merece toda a duplicação, até porque a nossa 262 é pedagiada. Por que que a concessionária não deu início a duplicação?” (Robson Magela – prefeito de Araxá)

Confira outras notícias: