Previous
Next
Previous
Next

Acusado de receptação tenta incriminar a própria mãe e acaba preso

Compartilhe este post

Divulgação – Combustíveis comprados de forma irregular foram apreendidos

Um homem acusado de receptação de combustíveis foi preso pela Polícia Militar após tentar incriminar a própria mãe. Outro acusado de estelionato segue sendo procurado.De acordo com informações apuradas pela Folha Uberaba, o crime aconteceu em um posto de combustíveis no Distrito Industrial I, onde um suspeito se passou por funcionário de uma empresa de materiais de construção conveniada, inclusive usando uniforme da empresa e adquiriu cerca de quatrocentos litros de óleo diesel.

O estelionatário assinou a nota fiscal que seria paga no final do mês e os combustíveis foram transportados em galões por um caminhão gincho. Os funcionários do posto entraram em contato com a empresa de materiais de construção e descobriram que o suspeito não fazia parte do quadro de funcionários e chamaram a PM.Os policiais analisaram as imagens das câmeras e identificaram o caminhão guincho. Ele entraram em contato com o proprietário e ele relatou que foi contratado por um desconhecido para fazer o transporte dos galões até uma casa no bairro Jardim Uberaba, repassando o endereço á equipe policial.Uma viatura da 191ª Companhia foi até o imóvel e os policiais abordaram a moradora.

Durante vistorias e verificações os galões com os combustíveis foram encontrados. Os policiais questionaram a mulher e ela relatou que os produtos pertenciam ao filho dela. Momentos após o suspeito chegou no local e ao ser questionado entrou em várias contradições, dizendo que tinha comprado os combustíveis de um desconhecido e não tinha notas fiscas, depois ele disse que somente negociou a compra, deixou o dinheiro e foi namorar, indicando que a mãe dele que pagou o estelionatário e tinha comprado os produtos. Os policiais então após a localização dos galões, prenderam o suspeito que tentou incriminar a própria mãe pelo crime de receptação.

Os galões foram apreendidos e o detido encaminhado até a delegacia para esclarecimentos. O estelionatário que se passou por funcionário da empresa ainda não encontrado e segue sendo procurado por policiais civis que investigam o caso.

Confira outras notícias: