Previous
Next

Busca ativa na rede municipal de ensino tem resultado positivo, avalia Educação

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Busca ativa, desencadeada pela Secretaria Municipal de Educação (Semed) com objetivo de encontrar os alunos que não acompanharam as aulas remotas e/ou não buscaram as atividades impressas e nem as devolveram, alcançou resultados satisfatórios.

É o que aponta levantamento apresentado pela Diretoria de Apoio à Educação Básica/Departamento de Educação Inclusiva da Semed. Segundo o documento, dos 894 alunos incluídos na busca ativa, que correspondem a 3,29% de um universo de 27.200 matriculados na rede municipal, 76,1% foram encontrados e retomaram as atividades escolares.  

“Trabalhamos com afinco para tentar minimizar a não progressão e/ou evasão desses alunos”, destacou a chefe do Departamento de Educação Inclusiva da Semed, Maria Afonsina Colavolpe Rodrigues da Cunha, que comemorou os resultados positivos.
 
Segundo ela, o trabalho de busca ativa, sob a coordenação da Diretoria, foi desenvolvido pelas assistentes sociais da Seção de Assistência ao Educando/Departamento de Educação Inclusiva e equipes pedagógicas das unidades de ensino.

Diretora de Apoio à Educação Básica, a professora Maria Inez Pucci de Martino Prata conta que o trabalho foi desenvolvido em duas etapas. Na primeira, dos 894 alunos ausentes, 500 foram localizados e retomaram as atividades escolares, totalizando 56% do público-alvo.

Contudo, como destacou Maria Inez, ainda haviam 394 alunos para serem trazidos de volta à escola e a Semed implantou a segunda etapa da busca ativa, com bons resultados. Para tanto, a Secretaria estruturou um espaço na Biblioteca Pública Municipal Bernardo Guimarães, para onde os pais/responsáveis por esses alunos foram chamados, sendo atendidos e orientados pela equipe de assistentes sociais.

Deste total, 180 famílias (45,7%) atenderam ao chamado da Educação. Outras 114 (28,9%) receberam o convite, mas ainda não compareceram. Contudo, ainda há 100 alunos da rede municipal que não foram encontrados ou seus pais/responsáveis não atenderam aos chamados das unidades de ensino e Semed.

“Esses alunos nos preocupam muito. Tomamos todas as medidas cabíveis para tentar encontrá-los, a última delas, foi acionar o Conselho Tutelar. Esperamos que o resultado seja positivo”, pontuou a secretária de Educação de Uberaba, professora Sidnéia Zafalon.

Conforme Afonsina, a busca ativa também envolveu ações conjuntas com a Secretaria de Desenvolvimento Social, para chamamento dessas famílias, e Companhia Operacional de Desenvolvimento e Saneamento e Ações Urbanas (Codau) que acolheu solicitação da Semed, e incluiu nas contas mensais da população um chamado aos pais desses alunos.

“Este é um trabalho constante, pois a evasão escolar sempre existiu. A pandemia veio acentuar esse quadro, mas o Governo Municipal, por meio da Semed, está firme no propósito de não deixar nem um aluno fora da escola”, finalizou Sidnéia.

Confira outras notícias: