Previous
Next

Codau programa fechamentos de Centros de Reservação nas madrugadas desta semana

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O rio Uberaba, o principal manancial de abastecimento público da cidade, logo após o final da temporada de chuva deste ano, começou a apresentar estresse hídrico em virtude da seca histórica que atinge o Sudeste do país. A última grande chuva registrada na cidade foi no dia 31 de maio, com 39,6 mm de precipitação (dados do Inmet), e desde então, a Companhia Operacional de Desenvolvimento, Saneamento e Ações Urbanas (Codau) já vem comunicando a situação preocupante e alertando desde abril para as dificuldades que a estiagem iria provocar no abastecimento público.

O baixo volume de água no rio Uberaba levou a Companhia a antecipar em 73 dias o sistema de transposição de água do rio Claro para buscar o aumento de vazão. Até o momento, ela é suficiente para atender a cidade. Na manhã desta segunda-feira (9), o rio Uberaba apresentou uma vazão de 2 mil e 300 litros/segundo, já incluindo a contribuição extra do rio Claro. Este nível vem sendo mantido ao longo das últimas semanas.

Entretanto, o que está levando ao fechamento dos Centros de Reservação para recuperação de nível é o alto consumo neste período. A Codau registrou uma aumento de 10% no consumo de maio para junho e mais 2% entre junho e julho, perfazendo um acumulado de 12%. Isso representa quase 6 milhões de litros de água a mais sendo consumidos na cidade.

Apesar de a Companhia manter em operação 11 Centros de Reservação, que têm uma capacidade de armazenar 78 milhões de litros, a rapidez do consumo está levando ao fechamento de CRs para recuperação de nível. A suspensão da distribuição é determinada pela velocidade de consumo de cada região e, portanto, decidida em tempo real, através de monitoramento na Estação de Tratamento de Água. Esse cenário torna difícil a previsão do período de suspensão, que depende então, do perfil de consumo daquele dado momento.

“Uma das alternativas que adotamos foi fechar determinados Centros de Reservação durante a madrugada para que amanheçam com melhor capacidade de distribuição de água ao longo do dia. Para esta semana, programamos fechar cada um dos 11 Centros de Reservação ao menos duas vezes na semana, entre meia-noite e quatro da manhã. Mas, esse intervalo de tempo poderá ser antecipado ou estendido, e ainda haver fechamentos durante o dia. Estamos dependentes da velocidade do consumo, por isso, alertamos para a redução do gasto de água e orientamos a população para que evite atividades que usem muita água, como lavar carros, ou o desperdício, como lavar calçadas com água tratada”, esclareceu o presidente da Codau, José Waldir de Sousa Filho.

A programação ficou assim definida para as madrugadas desta semana ( entre meia-noite e 4h):
Nesta madrugada de segunda-feira (9), foram fechados: CR-3 (São Benedito), CR-5 (Abadia), CR-10 (Gameleira) e CR-13 (Valim de Melo);
Terça-feira (10): CR-2 (Fabrício), CR-8 (Pq. das Américas), CR-9 (Aeroporto) e CR-12 ( Vila Ozanan);
Quarta-feira (11): CR-4 (Amoroso Costa) e CR-11 (Conj. Uberaba I);
Quinta-feira (12): CR-2, CR-6 (Olinda) e CR-12;
Sexta-feira (13): CR-3, CR-4 e CR-11;
Sábado (14): CR-5, CR-10 e CR-13;
Domingo (15): CR-6, CR-8 e CR-9.

Para a tarde desta segunda-feira, há possibilidade de fechar o Centro de Reservação 10, que atende bairros como Gameleiras, Pq. São Geraldo, Jd. Maracanã, Jd. Alvorada, Chica Ferreira e outros da região sudeste de Uberaba.

Confira outras notícias: