Educação promove, em novembro, seminário sobre as relações étnico-raciais

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

No mês que se comemora o Dia da Consciência Negra – 20 de novembro – o Governo Municipal, por meio da Secretaria de Educação (Semed), promoverá, nos dias 5, 11, 19, 25 e 27, o seminário “Educação para as relações étnico-raciais: Uberaba e suas africanidades”.

O evento, totalmente remoto, visa possibilitar que os profissionais da educação, que atuam na rede municipal de ensino, aprimorem seus conhecimentos sobre as relações étnico-raciais no contexto da escola, conforme previsto na Lei 10.639/03.

Além disso, o seminário está inserido na programação do Novembro Negro – Mês da Consciência Negra e Promoção das Ações Afirmativas, promovido pela Fundação Cultural de Uberaba Professor Antônio Carlos Marques, conforme previsto em lei municipal de autoria da vereadora Luciene Fachinelli, aprovada este ano pela Câmara.

“O seminário possibilitará um amplo debate sobre as questões das relações étnico-raciais que permeiam a sociedade contemporânea, além de configurar um espaço para enfrentamento do racismo e das desigualdades sociais”, destacou o chefe do Departamento de Formação Profissional/Casa do Educador Professora Dedê Prais, Marcus Vinícius Neves Araújo.

Segundo informou, o seminário é uma promoção do Governo Municipal/Semed, com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), e organização a cargo da Casa do Educador. Ele contou que evento foi aprovado em 2016, mas sofreu vários adiamentos até ser remarcado para o ano passado, sendo novamente suspenso em razão da pandemia do coronavírus.

Com a nova data definida e aprovada, o seminário será aberto no dia 5 em uma live com o tema “Africanidades Uberabenses”. No dia 11 haverá uma mesa-redonda sobre “Educação para as relações étnico-raciais: desafios e perspectivas para o trabalho do professor no cenário pandêmico”.

“A maioridade da Lei 10639/2003: avanços e perspectivas” será tema da live no dia 19. No dia 25, o seminário falará sobre “Uberaba e suas africanidades: o que ensinam os movimentos sociais negros da cidade”, em uma mesa-redonda.

Nestes dias, as atividades serão desenvolvidas das 18h30 às 21h30, enquanto no dia 27, das 8h30 às 11h30, com minicurso cujo tema é “História e cultura afro-brasileira: a prática na sala de aula”.

As inscrições para participar do seminário já estão abertas e podem ser feitas por meio do link http://www.uberaba.mg.gov.br/portal/conteudo,10422.

Confira outras notícias: