Previous
Next
Previous
Next

Menor ataca colega com canivete em escola e diz ter sido vítima de bullying

Compartilhe este post

A PM foi acionada na manhã de quarta-feira, 6, e compareceu a escola, do Sesi que fica no bairro Frei Eugênio, onde havia, a denuncia de que um menor havia lesionado uma colega com uma pequena faca.
No local, conforme repassado à Folha Uberaba, o porteiro contou à polícia que, estava próximo a portaria e os alunos estavam no recreio, de repente viu uma grande aglomeração de alunos e, achando tratar-se de uma briga, pulou uma grade e correu ao local.
Ali deparou com o menor de 11 anos com um canivete na mão, chorando e movimentando o canivete nervosamente.
Ele disse que imediatamente tomou o canivete do menor e nesse momento visualizou uma aluna caída ao solo com pequeno sangramento, ele acionou a equipe da escola que imediatamente atendeu a vítima e a encaminharam ao hospital.
O menor ficou na sala, acompanhado da coordenadora pedagógica da escola até a chegada dos pais.
O menor relatou que, há meses vem sofrendo bullying por parte da vítima, que ela o xinga de “viadinho” e “gayzão”e também o agride com chutes e beliscões e nessa data, pegou um canivete que estava na cômoda do pai e levou para a escola com a intenção de vingar-se.
Perguntado se havia comunicado a escola sobre o bullying, ele disse que não. O menor disse estar arrependido do que fez.
O canivete usado na agressão foi apreendido pela PM.
A menor foi atendida no hospital São Domingos, onde o médico disse que ela estava bem física e psicologicamente, sem sangramentos, ela recebeu curativos e segundo o relatório médico, ela foi atingida em nove pontos, tendo lesões corto confusas superficiais múltiplas de cerca de um centímetro cada, ela foi atingida na perna esquerda, ante braço e braço esquerdo, face posterior do braço esquerdo, abdômen e dorso a direita, todos ferimentos superficiais.
A menor negou que praticasse bullying contra o autor e disse que não senta próxima a ele na sala. Ela disse que após atividade esportiva em que sua equipe foi vencedora, estava se alimentando quando foi agredida pelo autor.
O menor ficou sob os cuidados do pai.

Confira outras notícias: