Previous
Next

PMU aumenta percentual de leitos para cirurgias eletivas

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Governo Municipal promove alterações nas regras para as cirurgias eletivas, publicadas no Porta-Voz desta sexta-feira (1º). A partir da próxima semana, os hospitais poderão utilizar até 30% (antes 20%) dos leitos cirúrgicos inscritos no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES).

Trata-se do percentual de utilização simultânea para a realização das cirurgias eletivas. Serão também contemplados procedimentos com média de permanência de até quatro dias, aumentando a atual de dois dias.

Com isso, cresce o rol de procedimentos que poderão ser realizados, bem como a proporção de leitos cirúrgicos disponibilizados em cada hospital.

As cirurgias eletivas foram retomadas a partir de 30 de agosto, perfazendo cinco semanas de retomada, com registro de aproximadamente 200 procedimentos já realizados.

“Os índices que liberam essa modalidade de cirurgias têm se mantido abaixo do patamar estabelecido e temos conseguido avançar na assistência aos pacientes que aguardavam por cirurgias eletivas”, informou o coordenador do Complexo Regulador do Município, Irálio Ferreira Fedrigo.

Como primeiro requisito para a retomada das cirurgias eletivas, a Taxa de Ocupação de Leitos de UTI-Covid tem que ficar abaixo de 70%, considerando a capacidade total de leitos UTI-Covid que cada rede assistencial do Município possui (rede pública: 60 leitos; rede privada: 43 leitos).

Confira outras notícias: