Previous
Next

Polícia Civil prende acusados de roubo á carro forte no Mercês

Compartilhe este post

Foto: Divulgação
Suspeitos foram presos durante a operação “Fogo Amigo” na manhã de hoje

Dois acusados de participação no assalto ao carro forte no mês de Setembro em Uberaba foram presos pela Polícia Civil hoje pela manhã durante a operação “Fogo Amigo”. Celulares e uma peça de roupa usada no dia do crime foram apreendidas.

Segundo informações apuradas pela Folha Uberaba com o delegado de Polícia Civil Luis Tortamano, os cumprimentos dos mandados de prisão e busca e apreensão aconteceram na manhã desta quinta-feira durante a operação “Fogo Amigo”, onde os policiais investigam acusados de roubo a malote de um carro forte em um supermercado no bairro Mercês.

De acordo com o delegado, após o crime os policiais civis iniciaram as investigações e durante levantamentos identificaram os indivíduos que estavam em um veículo Hunday HB20 de cor branca, utilizado na fuga dos bandidos minutos após o crime e eles terem ateado fogo em um veículo preto roubado que foi usado na ação e abandonado carbonizado em uma rua nas proximidades.

Após a identificação do condutor, os policiais conseguiram através de diligências identificar mais dois suspeitos sendo que um deles estava como “olheiro” se passando por cliente e fingindo estar fazendo compras no supermercado, mas na verdade ele repassava as informações para os comparsas em tempo real durante a execução do assalto.

Após as identificações dos suspeitos, a Polícia Civil representou contra os bandidos na justiça e solicitou cumprimentos de mandados de busca e apreensão e prisão, sendo que os pedidos foram aceitos. Na manhã de hoje vários investigadores cumpriram os mandados sendo que dois foram presos e outros dois identificados não foram encontrados e continuaram foragidos.

O crime – O assalto aconteceu em um supermercado no bairro Mercês no dia 12 de Setembro, onde as câmeras de segurança flagraram os suspeitos chegando em um carro importado preto. Eles pararam na porta do estabelecimento, sendo que três invadiram o local armados e dois ficaram “vigiando” o carro forte de escolta de valores.

Os bandidos se depararam com os vigilantes no interior do supermercado, anunciaram o assalto e atiraram em direção ás vítimas. Em seguida eles perseguiram o vigilante que estava com o malote contendo R$ 117 mil em dinheiro, o abordaram e roubaram o montante. Na fuga os criminosos se depararam um com o outro, se assustaram e atiraram. Em seguida eles fugiram, abandonando o carro carbonizado em uma rua nas proximidades.

Policiais militares faziam rastreamentos e receberam informações que um suspeito baleado foi “desovado” no estacionamento de um hospital na avenida Santos Dumont. As equipes foram ao local e constataram que o jovem baleado no peito participou da ação e tinha sido atingido por um comparsa. Ele foi socorrido por um amigo que também foi preso e relatou que apenas recebeu o chamado do amigo baleado e deu uma carona.

O suspeito de co-autoria foi preso, levado até a delegacia e posteriormente liberado. Já o assaltante baleado ficou sob escolta policial no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM). Após receber alta o acusado foi encaminhado para a penitenciária Professor Aluízio Ignácio de Oliveira e permanece a disposição da justiça.


Os dois presos nesta manhã foram levados até a delegacia de Polícia Civil, onde foram ouvidos, tiveram os mandados cumpridos e foram encaminhados para a penitenciária, onde permanecem à disposição da Justiça.

Segundo a autoridade policial todos os criminosos são de Uberaba e tem passagens pelos crimes de roubo à estabelecimento comercial, carro forte, malote e banco.

O delegado disse ainda que os foragidos continuam sendo procurados, as investigações continuam e mais suspeitos podem ser identificados e presos, “ a investigação ainda se encerrou, então, a gente ainda pode identificar mais alguns partícipes, principalmente partícipes de menor importância”, finalizou Tortamano.

Confira outras notícias: