Previous
Next

Reunião intersetorial alinha pautas de diversidade, inclusão e antirracismo

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Representantes das Coordenadorias de Políticas Públicas para Mulheres (CPPM), de Igualdade Racial (Cpir) e da Diversidade, juntamente com a Superintendência de Políticas da Juventude (Sujuv) e Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial (Compir), reuniram-se nesta terça-feira (27) para alinhar pautas das Pastas. O intuito é trabalhar em conjunto, alinhando diversidade, inclusão e antirracismo.

O presidente da Fundação Cultural de Uberaba (FCU), Cássio Facure, participou da reunião e pontuou que aposta nessa união intersetorial, já que mostra consistência nas ações.

“Essas Pastas não teriam como caminhar sozinhas. A gente já percebeu. É difícil demais irmos encontrando espaço, então, precisamos unir forças”, explicou a coordenadora de Políticas Públicas para Mulheres, Anna Maia Jampaulo.

“No quesito dos setoriais, há demandas grandes que precisam ser dialogadas e construídas”, pontuou o gestor da Sujuv, Alan Damas.

O encontro também contou com a presença do coordenador de Políticas de Igualdade Racial, Reginaldo da Silva, do coordenador da Diversidade, Vinícius Andrade Martins (Vinisim), e do vice-presidente do Compir, professor Gustavo Vaz.

Selo – Um dos assuntos pautados pelo grupo foi a criação de um selo por uma cidade inclusiva, pensando em empresas que trabalham com a diversidade.

“Queremos abranger toda Uberaba, de forma que o nosso trabalho conjunto fale com a juventude, com as mulheres, com as pessoas pretas, com a população LGBTQIAP+, com as pessoas com deficiência, fortalecendo todos os ganchos, buscando sempre a inclusão. O selo é uma forma de mostrar para essas pessoas espaços que acolhem a pluralidade”, explicou Reginaldo.

“O selo também é uma maneira de conseguir mais inclusão dentro do mercado de trabalho uberabense”, esclareceu Vinícius.

“A ideia é que trabalhemos em unidade, usando a mesma linguagem. Nós não queremos fracionar, queremos multiplicar. Estamos juntos porque queremos construir uma cidade para todos”, disse a presidente do Compir, Maria Abadia Vieira da Cruz.

Maria Abadia ainda ressaltou que o selo deverá vir para assumir um compromisso social e tomar ação. Para Anna Maia, a iniciativa tem potencial para que Uberaba se torne referência em Minas Gerais.

O grupo caminha, agora, para criação do projeto do selo, além de outros projetos dentro da proposta de unir as pautas de diversidade, inclusão e antirracismo, pensando na busca de dados de cada setorial para identificação de necessidades e criação de políticas públicas.

Confira outras notícias: