Previous
Next
Previous
Next

Saúde capacita 100 profissionais para tratamento de hepatites

Compartilhe este post

O Governo Municipal, por meio da Secretaria de Saúde (SMS), realizou na quinta-feira (26) capacitação de 100 profissionais que atuam em hospitais, Unidades de Saúde e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), a respeito das hepatites graves e agudas de etiologia a esclarecer. É mais uma das ações realizadas pela Pasta, desde o início do mês de maio, quando chegaram os primeiros dados do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs)-MG a respeito do tema.

“O objetivo foi atualizar sobre as informações disponíveis por meio dos informes do Ministério de Saúde, bem como reforçar a importância do preenchimento da ficha de notificação e investigação de casos suspeitos e prováveis, de imediato. Esse acompanhamento é de suma importância epidemiológica no cenário municipal”, informou a chefe do Departamento de Vigilância Epidemiológica, Larissa Bandeira de Mello Barbosa, organizadora da capacitação.

O treinamento foi feito de forma virtual e serviu também para atualizar orientações pontuais sobre protocolo de atendimento à Covid, a cargo da médica infectologista da SMS Danielle Borges Maciel. Antes, no dia 23 de maio, técnicos da SMS, sob a liderança da secretária adjunta da Pasta, Valdilene Rocha, tiveram encontro com prestadores que atendem a crianças e adolescentes, também para a abordagem do protocolo de notificação.

A SMS já havia oficiado os prestadores locais de serviços ao SUS sobre a necessidade urgente da notificação, investigação e fluxo laboratorial de casos prováveis de hepatite aguda de etiologia desconhecida em crianças e adolescentes. Esses casos devem ser notificados de forma imediata, em até 24 horas, por se tratar de evento de saúde pública (ESP), conforme a normatização do MS, o que se estende a todos os profissionais de saúde, públicos ou privados.

O Ministério da Saúde informa que a etiologia dos casos recentes de hepatite ainda é considerada desconhecida e permanece sob investigação ativa. Por outro lado, a Organização Mundial da Saúde (OMS) está monitorando a situação com as autoridades e parceiros para casos com perfis semelhantes.

Confira outras notícias:

Geral

Linha 10 terá itinerário alterado

A Superintendência de Transporte Público, ligada à Secretaria de Defesa Social, informa que a linha 10 – São Cristóvão/Facthus terá