Previous
Next

Saúde promove webinário sobre Repercussões e Estratégias de Enfrentamento da Pandemia da Covid-19

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Governo Municipal, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, promove na próxima semana o webinário Repercussões e Estratégias de Enfrentamento da Pandemia da Covid-19 em parceria com a Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM). As palestras acontecerão nos dias 30 e 31 de agosto com o objetivo de divulgar resultados de investigações científicas sobre a Covid-19, realizadas em Uberaba, para que sejam elaboradas intervenções baseadas em evidências.

A Seção de Educação em Saúde, do Departamento de Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde, propõe as discussões, tendo em vista que a pandemia da Covid-19 tem representado um desafio nas práticas dos serviços de saúde e para a autogestão dos cuidados preventivos e reabilitativos.

“Considerando essa realidade e que o enfrentamento da pandemia exige a incorporação de práticas baseadas em evidências, acredita-se que se faz necessária a divulgação de resultados de investigações científicas e, por isso, propomos a realização desse evento”, pontuou a chefe do Departamento de Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde, Grasiela Rocha de Carvalho.

É importante que não só a comunidade uberabense e os servidores da rede assistam essas palestras como também pessoas de todas as demais cidades do Triângulo Sul, para que se inteirem dos resultados dessas pesquisas. Com isso em mente, todo o conteúdo será transmitido on-line, pelo YouTube, na página do Governo Municipal de Uberaba.

“Esse é um momento oportuno em razão do desconhecimento que temos da Covid-19. Nesse webinário serão apresentados os dados de pesquisas realizadas com pacientes que foram acompanhados ao longo de todo esse tempo de pandemia. Então, os resultados vão expressar situações reais e, com certeza, perspectivas de mudanças de tratamento e de condutas que podem vir a trazer mais clareza tanto para a comunidade da saúde quanto para a própria população, desmistificando conceitos, preconceitos e evidenciando tratamentos e condutas que realmente podem ajudar a prevenir, tratar e recuperar pacientes que tenham sido acometidos pela doença”, ponderou o chefe de Educação em Saúde, Alexandre Lucio Bizinoto.

Serão abordados na segunda-feira, dia 30, das 13h às 17h15, temas como: “Idosos que moram sozinhos e a pandemia da Covid-19”; “Covid-19 e idosos: percepções, sentimentos e rotina durante o período de isolamento”; “Influência de exercícios por telemonitoramento nas condições de saúde de idosos comunitários durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19)”; “Associação entre comportamento sedentário, nível de atividade física e ansiedade em crianças durante e após o período de isolamento social causado pela pandemia do Covid-19”; e “A repercussão do isolamento social para famílias com crianças ou adolescentes com autismo em situação de pandemia: um estudo longitudinal”.

Já no dia 31, das 8h às 17h15, serão discutidos temas como: “Análise da distribuição espacial da Covid-19 na Macrorregião de Saúde do Triângulo do Sul, MG”; “O Sistema Único de Saúde (SUS) na percepção popular: repercussões da pandemia de Covid-19”; “Palestra do projeto: Aspectos sociodemográficos, ocupacionais, tratamento, funcionalidade, condições emocionais e sequelas em indivíduos acometidos pela Covid-19 em um município do interior mineiro”; “Saúde mental dos estudantes: antes e durante a pandemia”; “Elaboração de protocolo padronizado das manifestações neurológicas em pacientes com SARS-CoV-2”; “Estudo da soroprevalência, georreferenciamento e epidemiologia dos casos e contatos de Covid-19 e do impacto na assistência e na saúde mental dos profissionais dos serviços de saúde”; “Avaliação da qualidade de vida de profissionais de saúde no enfrentamento da pandemia do coronavírus (Covid-19)”; e “Construção de um Bundle para atendimento de recém-nascidos filhos de mães positivas para Covid-19”.

Confira outras notícias: