Secretaria de Saúde apresenta índices controláveis de monitoramento da pandemia

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Técnicos da Saúde Municipal apuraram índices controláveis da pandemia relativos à Semana Epidemiológica 44 (31/10 a 6/11), levando-se em conta o critério adotado pelo Governo Municipal para o enfrentamento à Covid-19 (Sistema de Fases). Na Semana Epidemiológica 44, Uberaba apresenta-se com pontuação 1,12.

Entre os quatro indicadores analisados, as Taxas de Positividade e a da Variação da Incidência têm como base os dados da semana 44. Já as Taxas de Ocupação de Leitos de UTI e de Enfermaria foram apuradas considerando o percentual dessa quinta-feira (11/11).

De acordo com o levantamento feito pela Diretoria de Vigilância em Saúde, a Semana Epidemiológica 44 teve média de 422 testes Covid/dia realizados. Com a totalização dos resultados positivos e negativos, a Taxa de Positividade foi de 13,93% na semana 44, com pontuação de corte 2.

Leitos e Incidência. A Taxa de Ocupação de Leitos de Enfermaria dessa quinta-feira (11/11) ficou em 3%, o que significa pontuação de corte 1 no Sistema de Fases. Já a Taxa de Ocupação de UTI ficou em 20%, também representando pontuação de corte 1 no Sistema de Fases.

Na quinta-feira da semana anterior (4/11), a Taxa de Ocupação de Enfermaria foi de 13%, representando pontuação de corte 1, enquanto a Taxa de Ocupação de Leitos de UTI ficou em 18%, também resultando na pontuação de corte 1.

Quanto à Taxa de Variação da Incidência, outro indicador apurado na semana 44, ela ficou em – 1,14, contra 11,70 na semana 43, o que resultou em pontuação de corte 1. O detalhamento do Sistema de Fases está disponível na página uberabacontracovid.com.br, onde se encontram notas técnicas da Saúde Municipal.

A Secretaria de Saúde orienta toda a população a manter a disciplina com o protocolo de biossegurança, incluindo a higienização das mãos com água e sabão e, caso não seja possível, usar álcool em gel, mantendo as normas de distanciamento.

Confira outras notícias: