Previous
Next

Uberaba tem unidade de atendimento pet funcionando no Elza Amui

Compartilhe este post

Com média de 60 atendimentos por mês, a Unidade de Atendimento Pet funciona junto à Unidade Matricial de Saúde (UMS) Professor Aluízio Prata, no bairro Elza Amui. O Castramóvel está há cerca de cinco meses no estacionamento da UMS e o médico veterinário Marcos Abel Domingues realiza atendimentos clínicos de segunda a sexta-feira, das 7h às 11h.

De acordo com Marcos, o atendimento é voltado à atenção básica, funcionando como consultório de pequenos animais que apresentam alguma intercorrência, mas com medicação voltam à condição de saúde. Existem casos de desidratação, enfermidades, controle de parasitas e ainda, de apenas orientação para o proprietário do pet, sendo a mais comum relativa às doenças provocadas por carrapatos.

O tutor ou protetor procura a Unidade de Saúde, é atendido por ordem de chegada e, dependendo da gravidade do caso, a Superintendência de Bem-Estar Animal é acionada para o devido encaminhamento ao Hospital Veterinário da Uniube. A superintendente Ana Paula Boaventura explicou que estão sendo atendidos pelo convênio com a Prefeitura, prioritariamente, animais errantes com risco de morte.

O serviço na UMS vinha funcionando de forma incipiente, em frente à Unidade. Há cerca de cinco meses, por meio da parceria entre a Superintendência e a Secretaria Municipal de Saúde, foi possível levar um dos castramóveis, que estavam no pátio do Centro de Distribuição da Prefeitura, no Distrito Industrial I, para o estacionamento daquela unidade no Elza Amui.

“Esses atendimentos mais primários, especialmente quando o animal tem tutor ou está sob a guarda de algum protetor, ajudam muito a população desafogando o HVU”, destacou Ana.

Segundo ela, os castramóveis precisam de equipamentos e estrutura mais complexos para estarem aptos a realizar as cirurgias de castração de animais. Por outro lado, os veículos podem ser usados nos procedimentos mais simples. O médico realiza atendimentos ambulatoriais, consultas, curativos, pequenas incisões, exames clínicos, hidratação, aplicação de vacinas que são levadas pelos tutores, além de fornecimento de receituário e orientações para os tutores realizarem os procedimentos necessários em sua residência, sem necessidade de internação.

A auxiliar de produção Vitória Cristina Silva Oliveira tem cinco cães e vem utilizando os serviços da Unidade de Atendimento Pet. Da última vez, trouxe seu animal com problemas de imunidade baixa e lacerações na boca. Ela elogia a atenção do veterinário e a facilidade no atendimento. “Muitas vezes não sabemos muito bem como proceder e o Dr. Marcos orienta a gente”, disse.

Érika Beatriz Barbantim também recorreu à Unidade levando sua vira-latas Catarina para consultar, já que está com problemas de locomoção e de pele. A tutora recebeu atendimento, receituário e orientação para levar o animal para casa.

Confira outras notícias: