Previous
Next

UFTM e parceiros promovem discussões sobre a cultura afro-brasileira

Compartilhe este post

Na noite de quarta-feira (22), a Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM) sediou a roda de conversa “Celebrando a Cultura Afro-brasileira”, mediada pela professora Heliana Castro Alves.

Em colaboração com a Coordenadoria de Política de Igualdade Racial (Cpir), representada pelo coordenador Reginaldo Silva, e o Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial (Compir), pela presidente Maria Abadia Vieira da Cruz, e pela babalorixá Iyá Bia Ty Osumare, representante das religiões de Matriz Africana, a Universidade foi o palco de uma roda de discussões e análises sobre as ações realizadas em favor da Lei 10.639/2003 e em diversos campos de atuação.

A temática foi o ponto central das discussões com troca de ideias e análise das ações desenvolvidas para promovê-la.

Dando sequência ao evento, ocorreu a Cerimônia de Reconhecimento com a entrega do Diploma Mestres da Capoeira Notório Saber Tradicional. A solenidade foi prestigiada pelos renomados mestres Di Paula, Sagui, Vapor, Preto Zumbi, Café e Mestra Puma, os quais foram homenageados por sua valiosa contribuição à preservação e difusão da capoeira.

Além das discussões e homenagens, a noite foi embalada por muita música preta, com apresentações de Brava Rima e Glau Mineira, e também pelo espetáculo “Fragmentos” do grupo Porta Laranja UFTM.

“O evento reforça o compromisso da UFTM e do atual governo em promover a valorização da cultura afro-brasileira e contribuir para a construção de uma sociedade mais inclusiva e igualitária”, ressaltou Reginaldo Silva.

Confira outras notícias: