Previous
Next
Previous
Next

Hotelaria: empresário comenta atividades infantis

Compartilhe este post

Passada a fase mais crítica da pandemia de Covid-19, o setor brasileiro de hotéis está em fase de retomada. Exemplo disso, a 25ª edição da pesquisa da série exclusiva realizada pela ABIH-SP (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Estado de São Paulo) indica uma melhora no desempenho da hotelaria paulista no mês de julho.

Segundo a análise da ABIH-SP, a taxa de ocupação na hotelaria do estado de São Paulo ficou em 61,84%. A análise demonstrou que os hotéis paulistas apresentaram o melhor desempenho desta série histórica pelo terceiro mês consecutivo. O balanço destaca que a hotelaria paulista segue em processo de recuperação de seus índices, com o desafio de preservar as taxas de ocupação e rentabilidade da diária média.

Para Jorge Arthur Girelli Ribeiro, responsável pelo Hotel Fazenda Mazzaropi, a atenção ao público infantil pode ser um fator determinante neste momento de retomada. “Quando o hotel oferece espaços e atividades direcionados a crianças, é possível reter mais a família, tornando sua permanência mais agradável, gerar boas recordações e fidelizar os clientes, o que tem um impacto direto em seu faturamento”.

O Hotel Fazenda Mazzaropi Taubaté, liderado por Ribeiro, homenageia o ator, humorista, cantor e cineasta brasileiro Amácio Mazzaropi (1912-1981), que foi proprietário do espaço, onde montou a PAM Filmes e gravou parte dos seus mais de trinta longa-metragens com o personagem Jeca Tatu.

Além do mais, prossegue Ribeiro, com as atenções voltadas ao público infantil e para recreação infantil, os hotéis podem garantir boas indicações a famílias com o mesmo perfil e, muitas vezes, prolongar a estadia e trazer novos hóspedes. “A criança tem que brincar. Por isso, é preciso apostar em diversão e alegria para que os pequenos queiram voltar sempre”.

A seguir, a reportagem listou cinco elementos para o público infantil que, na visão do empresário, devem ser priorizados por hotéis no setor de recreação infantil:

1 – Infraestrutura

Segundo Ribeiro, os espaços infantis podem conter elementos como brinquedotecas, que devem ser bem equipadas para as crianças com idades até os três anos e contar com a supervisão de recreadores. Além disso, ele afirma que vale investir em piscinas infantis climatizadas, com brinquedos apropriados e lâminas de profundidade de 0,40 cm.

“Pensando no bem-estar das famílias, os hotéis também podem conter copas próximas às áreas sociais e apartamentos, como cozinhas equipadas com fogão cooktop, microondas, liquidificador, filtro de água, esterilizador de mamadeiras, dentre outros utensílios”, afirma Ribeiro.

Para o responsável pelo Mazzaropi Hotéis e Serviços, os hotéis também devem investir em facilidades nos apartamentos, como banquinhos para as crianças, berços, grades de proteção nas camas, redutor de sanitários e banheirinhas de banho, que podem fazer toda a diferença para pais e mães.

2 – Atividades monitoradas

Segundo Ribeiro, para além de atividades para os adultos, os hotéis também devem oferecer ações específicas para as crianças. Ele cita as “brincadeiras de antigamente”, como gincanas, amarelinha, cantigas de roda, taco, peão, oficina de pipa, peteca, fada do dente, cobra-cega e descoberta de personagens do Folclore Brasileiro, como atividades que podem ser oferecidas.

3 – Meio ambiente

Além de brincadeiras, prossegue o empresário, questões relacionadas ao meio ambiente, ao respeito aos animais e à redução do lixo também podem ser trabalhadas. “Em um hotel fazenda, por exemplo, as crianças podem acompanhar os animais se alimentando e assistir a toda a rotina com os cuidados. Assim, eles aprendem na prática a respeitar os filhotinhos, que podem ficar soltos pelo hotel, tendo contato com vacas, cavalos, pôneis, coelhos, galinhas, patos, pavões, porcos e carneiros”, diz Ribeiro.

4 – Alimentação saudável e orgânica

Outra alternativa citada por Ribeiro é o desenvolvimento de atividades e oficinas de horta e pomar com plantio de mudas e colheita. “As crianças se alimentam com frutas e verduras frescas e aprendem todo o processo do cultivo. Aliás, os hotéis devem oferecer alimentação saudável com opções para bebês e crianças. Os buffets do almoço e do jantar devem conter variedades de legumes, verduras, frutas, sucos e sopas”.

5 – Arte e cultura

Por fim, o empresário do Hotel Fazenda afirma que as atividades para o público infantil também podem incluir arte e cultura. “Uma boa opção é um passeio de trenzinho com destino a um Museu perto da região do hotel, onde as crianças possam conhecer um pouco mais sobre a história e participar de oficinas de arte e cinema”.

Para concluir, acrescenta Ribeiro, vale lembrar que os hotéis devem investir em estrutura e programação para todas as faixas etárias, o que inclui não apenas crianças, como também adolescentes, jovens e adultos.

Para mais informações, basta acessar: https://www.mazzaropi.com.br/

Confira outras notícias: