Proximidade do prazo para entrega do IR 2023 movimenta escritórios contábeis

Compartilhe este post

Falta pouco mais de um mês para o fim do prazo para acertar as contas com o Leão. É nesta época do ano que o volume de trabalho nos escritórios de contabilidade do Brasil cresce exponencialmente. Na Econet Editora, especializada em boletins para dar suporte para os contadores e tributaristas, a busca pelo auxílio da consultoria também aumenta.

Juliano Garrett, diretor da Consultoria Federal da Econet Editora, conta que é comum os contadores ligarem fazendo questionamentos sobre onde encontrar informações mais específicas. “As principais dúvidas dizem respeito, especialmente, sobre o que mudou de um ano para o outro.  Além disso, muitos esquecem de alguns detalhes e não querem correr o risco de errar”, diz.

A própria Receita Federal criou um guia batizado de “Perguntão” para apoiar os contribuintes. E a Econet Editora também disponibiliza uma plataforma própria, inclusive com vários vídeos no seu canal do YouTube. Além disso, boletins técnicos são produzidos constantemente com o objetivo de esclarecer dúvidas específicas. Todos esses conteúdos trazem um detalhamento de todas as informações relacionadas ao IR 2023.

Outra facilidade para os mais de 57 mil clientes da Econet Editora em todo o Brasil foi a criação de um hotsite que facilita a busca de respostas para situações específicas, como a declaração de criptomoedas, ganho de capital, espólio, deduções legais, Pix, dentre outras.

Novidades

Os contribuintes que utilizarem a declaração pré-preenchida no IR 2023 ou que optarem por receber a restituição por Pix terão prioridade. A única chave Pix que vai servir para a Receita pagar a restituição é a formada com o número do CPF.

Essas são as principais mudanças no IR 2023. A Receita Federal espera que 25% das declarações sejam feitas no modelo pré-preenchido, que importa dados da declaração do ano anterior como fontes pagadoras, bens, direitos e dívidas. O objetivo dessa facilidade é reduzir inconsistências e agilizar o processamento da declaração.

Além disso, os contribuintes que entregarem a declaração até o dia 10 de maio podem entrar já no primeiro lote. Até o dia 25 de abril, foram contabilizadas 16 milhões de declarações entregues, segundo dados da Receita Federal.

 

Confira outras notícias: