Acusado de agredir mulher e incendiar casa é preso no Girassóis IV

Compartilhe este post

Fotos: Divulgação
Incêndio destruiu parte de residência na noite de ontem

Um homem acusado de agredir, ameaçar a esposa de morte atear fogo em residência foi capturado pela Polícia Militar, o suspeito confessou o crime no momento da prisão.
Conforme informações apuradas pela Folha Uberaba, o incêndio criminoso aconteceu na noite de ontem (04), em uma casa na rua Oneida Maria de Carvalho no Parque dos Girassóis IV, onde moradores da região perceberam que a casa estava em chamas e acionaram socorro (via 193).
Um caminhão auto bomba de combate à incêndio do Corpo de Bombeiros juntamente com viaturas de salvamento e policiais militares chegaram no local e se depararam com a casa em chamas. Os bombeiros combateram o incêndio e os policiais militares se depararam com suspeito na porta da residência. Ele foi abordado e identificado como um morador de 40 anos. Ao ser questionado, ele relatou que fez uso de entorpecentes durante todo dia e após um desentendimento com a esposa no período da manhã, os dois discutiram e ele agrediu a mulher que queria sair da casa. O acusado contou ainda que deu uma mordida na mão da vítima que deixou o local falando que iria retornar depois e “dar um jeito de retirar ele da casa que pertencia a ela”. O homem afirmou que ficou nervoso com a situação e já que a casa era somente dela, a mulher ficaria somente com as “cinzas” e resolveu atear fogo no imóvel incendiando primeiramente o quarto, após atear fogo no colchão. Após o crime, ele saiu do local e aguardou a presença da polícia.
A proprietária da residência e vítima chegou no imóvel posteriormente e disse aos policiais que o casal não dormiu na noite anterior, por que o marido estava bastante exaltado após ter feito uso de entorpecentes e agressivo. Ela contou ainda que o homem disse que iria colocar fogo no corpo dela e esfaqueá-la. Então temendo pela própria vida e do filho, ela pediu que a criança fosse até um bar e quando o menino saiu de casa para não sofrer agressões, ela foi agredida pelo acusado que mordeu na mão, a enforcou e também apertou os olhos. A mulher conseguiu deixar o local, se refugiou na casa de parentes e recebeu a notícia de moradores que a casa tinha sido incendiada.
Ainda segundo a vítima, ela foi agredida por várias vezes pelo acusado mas nunca o denunciou por medo e por temer pela própria vida. O acusado de lesão corporal e incêndio criminoso preso em flagrante foi levado até a delegacia de Polícia Judiciária e apresentado á autoridade de policial de plantão.

Confira outras notícias: