Agronegócio volta a discutir implantação de feira livre em Ponte Alta

Compartilhe este post

A Secretaria do Agronegócio (Sagri) promoveu mais duas reuniões no meio rural, nesta semana, com as comunidades de São Basílio e Ponte Alta. Dentre as solicitações, destaque para o pedido de implantação de feira livre em Ponte Alta.

Em São Basílio, os representantes da Secretaria do Agronegócio, Sindicato Rural e Emater se reuniram com a direção da Associação dos Produtores Rurais e moradores em geral. Dentre as reivindicações apresentadas pelo presidente Hélio Martins estão uma maior atenção da Sagri com a conservação da estrada de acesso a São Basílio e o atendimento aos horticultores com serviço de preparo de solo, além de auxiliá-los no escoamento de suas produções.

A secretária da Associação, Cláudia Cordeiro, aproveitou para apontar demandas na área de saúde, como dobrar o atendimento médico no bairro (hoje, uma vez por semana) e instalação de consultório odontológico no postinho, designando profissionais para esta prestação de serviço à comunidade. Ela pediu também a ampliação da linha do coletivo que atende São Basílio, passando de três para quatro horários.

Em Ponte Alta a reunião foi com os integrantes da Associação de Moradores. O presidente Quirino Antônio da Silva solicitou à Sagri a cessão de terreno público para desenvolvimento de horta comunitária e a implantação de feira livre aos sábados em Ponte Alta.

Sobre a feira, o secretário Agnaldo Silva, do Agronegócio, determinou para que os técnicos da Pasta avancem no sentido de atender tal demanda. “Basta que a comunidade defina local e horário que daremos o apoio necessário, como cessão de banheiros químicos, fechamento da via e até realização de cursos sobre manipulação de alimentos e boas práticas”, ressaltou ele. A ideia, disse Agnaldo, é que a feira livre de Ponte Alta busque valorizar as produções locais de hortifrutigranjeiros, produtos artesanais e a comida típica do meio rural.

As solicitações de transporte e da área de saúde serão encaminhadas pela Sagri às respectivas secretarias que darão as respostas sobre o atendimento a cada caso.

Na próxima semana, o Governo Municipal irá ouvir as comunidades da Serrinha, Peirópolis e Capelinha do Barreiro.

Confira outras notícias: