Centro Infantojuvenil promove baile de debutantes

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil (Capsi) promoveu, nesta terça-feira (5), um baile de debutantes para as jovens assistidas pela Unidade que completaram 15 anos ao longo do ano de 2021. O evento contou com a presença e apoio da corporação do Corpo de Bombeiros de Uberaba. Seus integrantes foram os pares que dançaram valsa com as debutantes.

Ao todo, doze jovens tiveram o seu dia de debutante. Cada uma pôde escolher a sua roupa para o baile, e no salão de beleza fizeram unha, cabelo e maquiagem. Acompanhadas de um representante da família foram para o Capsi às 15h, em um evento que contou com a presença da prefeita de Uberaba, Elisa Araújo; do secretário de Saúde, Sétimo Bóscolo; da secretária adjunta de Saúde, Valdilene Rocha e da chefe do Departamento de Atenção Psicossocial, Sandra Pimenta.

Para Fabiana Beatriz da Silva, mãe de uma das debutantes, o Capsi proporcionou para ela e a todas as famílias presentes uma lembrança que ficará marcada para toda a vida. “Infelizmente, com a pandemia, não tivemos a oportunidade de fazer a festa para nossa filha. Ela, que está caminhando bem com os tratamentos, ficou superfeliz quando soube da notícia [da festa]”, pontuou.

A prefeita Elisa Araújo destacou que essa comemoração é muito importante, pois marca a passagem de criança para a caminhada para uma vida adulta. “Sem o apoio do Capsi, da Prefeitura, talvez elas não poderiam ter um momento como este, com uma valsa com os bombeiros. Tudo foi feito com muito zelo e muito carinho. Ficamos felizes em poder proporcionar essa reunião que talvez tenha sido mais especial para nós do que para elas, porque a gente sente no coração a satisfação delas”, enalteceu Elisa.

O capitão do Corpo de Bombeiros, Grazianni Capoli, apontou a satisfação da corporação em estar prestigiando um momento que é tão importante na vida das jovens. Para o secretário de Saúde, Sétimo Bóscolo, é essencial que a Diretoria de Atenção Psicossocial promova ações sociais como essa, que integram essas jovens nos ritos da nossa sociedade. “O trabalho da Atenção Psicossocial é muito maior do que isso, mas essa é uma ação que faz parte do tratamento e desenvolvimento dessas meninas”, enfatizou.

Confira outras notícias: