Previous
Next

Em momento de escassez hídrica, Cemig e TJMG firmam parceria para economia de energia em 61 comarcas no estado

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Foto: Cecília Pederzoli
Presidente da Cemig, Reynaldo Passanezi Filho, assina acordo para modernizar iluminação de edificações do TJMG

Energia economizada com a modernização da iluminação do TJMG é equivalente ao abastecimento de 1.560 residências de famílias classificadas como baixa renda 

Na pior crise hídrica dos últimos 91 anos, Cemig e o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) assinaram, nesta quarta-feira (25/8), um acordo para promover economia de energia, por meio da modernização da iluminação de 61 edificações do tribunal, em 59 municípios do estado. Para atingir essa meta, a companhia prevê o investimento de cerca de R$ 2,8 milhões na substituição de aproximadamente 25 mil pontos de iluminação. A iniciativa faz parte do Programa de Eficiência Energética (PEE) da Cemig, que é regulado pela Aneel. 

A primeira etapa do projeto prevê a visita e levantamento do atual sistema de iluminação das 61 edificações. Após esse levantamento, será realizada a contratação dos materiais (luminárias e lâmpadas) e serviços de substituição. Estima-se que essa iniciativa vai economizar 2.250 megawatts-hora/ano e proporcionar uma redução de demanda na ponta de 315 kW, que é uma energia equivalente para abastecer 1.560 residências de famílias classificadas como baixa renda. 

O presidente da Cemig, Reynaldo Passanezi Filho, destaca o acordo técnico de cooperação com o TJMG, especialmente, em um momento de escassez hídrica no país, que exige o uso consciente de energia elétrica para toda a sociedade. O executivo destaca a importância do Programa de Eficiência Energética para disseminar uma cultura de consumo consciente para a população.  

“O Programa de Eficiência Energética da Cemig está presente no campo, em comunidades, em hospitais e em escolas. E essa iniciativa também se faz em parceira, como a que estamos fazendo com o Tribunal de Justiça de Minas Gerais, que promoverá a maior eficiência energética de 61 edificações em 59 cidades com a substituição de 25 mil pontos de iluminação”, afirma.   

Criar uma cultura de consumo consciente  – Além da modernização da iluminação das edificações, a Cemig vai capacitar magistrados e servidores do TJMG sobre o uso consciente, racional, seguro e sustentável dos recursos energéticos, com a intenção de que eles passem a ser disseminadores da cultura da eficiência energética e ajudem a conscientizar a população sobre a importância do tema. 

“Ao fazer todo um programa de educação com toda a comunidade jurídica, a Cemig trabalha com que todos se preocupem com o consumo consciente. Então, além da economia que vai propiciar ao tribunal, que vai ser superior a mais de R$ 2 milhões por ano, vamos mostrar que o setor público demonstre a possibilidade de ter um consumo consciente, que é fundamental neste momento”, ressalta Passanezi.  

Para o presidente do TJMG, Gilson Soares Lemes, o acordo vai além da economia gerada pela modernização dos pontos de iluminação.    

“Partimos da visão de que cada membro do Judiciário mineiro tem um papel importante a exercer nesse processo e pode atuar como um agente transformador, ao adotar práticas sustentáveis em sua rotina”, destaca.  

As cidades incluídas no projeto são: Açucena, Águas Formosas, Alfenas, Belo Horizonte (três edificações), Bicas, Brumadinho, Buenópolis, Buritis, Campo Belo, Caratinga, Carlos Chagas, Carmo do Cajuru, Conselheiro Lafaiete, Coromandel, Coronel Fabriciano, Curvelo, Frutal, Guaxupé, Ibiá, Iguatama, Itabira, Itamonte, Itapecerica, Lagoa Santa, Lambari, Lavras, Monte Azul, Nova Era, Nova Ponte, Nova Serrana, Oliveira, Ouro Branco, Ouro Fino, Paracatu, Paraguaçu, Passos, Patos de Minas, Patrocínio, Pirapora, Poço Fundo, Ponte Nova, Pouso Alegre, Resplendor, Ribeirão das Neves, Rio Pardo de Minas, Sacramento, Santa Bárbara, Santo Antônio do Monte, Santos Dumont, São João Del Rei, São João do Paraíso, São Sebastião do Paraíso, Taiobeiras, Três Marias, Tupaciguara, Unaí, Vazante, Viçosa e Virginópolis. 

Forças de Segurança – Em abril deste ano, a Cemig firmou parceria com as Forças de Segurança do Estado para a eficientização do sistema de iluminação de todas as edificações da Secretaria de Justiça e Segurança Pública, Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros. A companhia está investindo R$ 7,4 milhões para a substituição de cerca de 115 mil pontos de iluminação (aproximadamente 151 mil lâmpadas) em mais de 1.500 edificações. 

Já foram disponibilizados às Forças de  Segurança, numa primeira etapa do projeto, 34 mil lâmpadas de Led e 40 mil conectores de torção. Nos termos do Acordo de Cooperação Técnica, após a entrega dos materiais, cada instituição beneficiada ficará responsável pela logística e pelos serviços de substituição dos equipamentos. 

Sobre o Programa de Eficiência Energética da Cemig – O Programa de Eficiência Energética da Cemig (PEE) da Cemig tem como objetivo combater o desperdício de energia elétrica por meio da substituição de equipamentos obsoletos por outros mais modernos e da introdução de medidas educativas para reduzir o desperdício e o valor da conta de energia, além de oferecer mais qualidade no trabalho de campo e garantir cada vez mais segurança na área da saúde nos municípios de concessão da empresa. Somente no ano passado, o PEE investiu cerca de R$ 50 milhões em diversos projetos no estado.  

Confira outras notícias: