Esculturas de dinossauros são instaladas no Geossítio Santa Rita

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Nesta terça-feira (15), foi finalizada a instalação das esculturas de filhotes de dinossauros que habitaram a região pelo paleoartista Rodolfo Nogueira. A ação do Governo Municipal, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação, faz parte da estruturação do projeto Geopark Uberaba Terra de Gigantes, no Geossítio Santa Rita.

No local estão sendo instaladas as esculturas de Abelissauro e Titanossauro. O Abelissauro foi um gênero de dinossauro carnívoro e bípede que viveu durante o período Cretáceo, de altura quando adulto poderia chegar a 8 metros de comprimento. Já o Titanossauro foi um gênero de dinossauros sauropodes, que viveu também o período Cretáceo, podendo chegar a até 15 metros de comprimento.

O projeto Geopark Uberaba busca potencializar os valores patrimoniais de relevância nacional e internacional do Município, sustentados na educação, conservação e desenvolvimento sustentável por meio do turismo. É sustentado no tripé Uberaba Terra dos Dinossauros do Brasil, Capital Mundial do Zebu e local onde o maior médium do Brasil, Chico Xavier, se revelou ao espiritismo mundial. Tem como propósito candidatar-se à Rede Mundial de Geoparks da Unesco.

Em Uberaba, há sítios de extrema relevância, científica, educacional, histórica, cultural, paisagística e turística que retratam as riquezas geológicas e a herança histórica e cultural. Nessa relação estão os já inaugurados Geossítios Peirópolis e Santa Rita, os sítios históricos e culturais ABCZ e Memorial Chico Xavier.

O Geossítio Santa Rita está localizado na rua Alaor Prata, 287, ao lado da Igreja São Domingos, Igreja Santa Rita e do Mercado Municipal. Possui um complexo turístico com Centro de Atendimento ao Turista (CAT), Geoloja e Café, e Restaurante e Choperia Geopark.

O projeto Geopark Uberaba tem como gestores, a Prefeitura Municipal de Uberaba, Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), Sebrae Minas e Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ).

Confira outras notícias: