Previous
Next

Homem acusado de abusar sexualmente de portadora de necessidades especiais é preso no Abadia

Compartilhe este post

Foto: Divulgação
Acusado foi flagrado por familiares da vítima e detido pela PM

Policiais militares prenderam um homem acusado de abusar sexualmente de uma vítima portadora de necessidades especiais em Uberaba. No celular do envolvido foram encontradas pesquisas relacionadas á cunho sexual estupro de pai contra filhas.
Conforme informações apuradas pela Folha Uberaba, a prisão aconteceu na noite de ontem (03) em uma casa no bairro Abadia, onde policiais militares do Tático Móvel compareceram após solicitações recebidas pelo Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) que relatava sobre o estupro contra a portadora de necessidades especiais. No local os militares conversaram com uma mulher de 30 anos, e ela relatou que era cunhada da vítima de 32 anos, portadora de necessidades especiais. A testemunha contou que vários familiares estavam na residência e quando ela chegou na cozinha, se deparou com o vizinho de 57 anos, que é amigo da família há muitos anos, acariciando as partes íntimas da vítima sobre a calça, além de acariciar os seios e beijar o pescoço mulher e sempre dizendo para que ela não contasse nada para a mãe.

Ao ser flagrado, o acusado fugiu para casa dele que fica nas proximidades. A cunhada da abusada relatou ainda que, o acusado sempre frequentou a residência da família e não esperava que esse fato pudesse ocorrer. Ela disse que há alguns dias, o suspeito pediu auxílio porque o celular estaria travando e recebendo muitas notificações, então ele entregou o aparelho celular para o marido dela e durante a verificações, as testemunhas encontraram diversos “links” acessados pelo acusado através de pesquisas pela internet, com os temas de “pai estuprando filha virgem”, “pai praticando sexo anal com a filha”, “pai estupra a filha” entre outros. Na época dos fatos e preocupados com a gravidade da situação, eles fizeram “prints” da tela e da página do aparelho celular do acusado e repassaram as informações para os policiais militares. Ainda foi relatado pelos familiares que o acusado presenteou a vítima com R$ 20 para que ela não contasse nada a ninguém sobre o crime. A mulher foi encaminhada para atendimento no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM). Em seguida os policiais foram até a casa do acusado de abusar sexualmente de uma mulher portadora de necessidades especiais de cunho intelectual e fizeram a prisão. O detido foi levado até a delegacia de Polícia Civil e apresentado ao delegado de plantão.

Confira outras notícias: