Mercado Municipal passa por desinfecção e tem acesso controlado

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Atendendo à solicitação da Secretaria do Agronegócio, equipes da Companhia Operacional de Desenvolvimento, Saneamento e Ações Urbanas (Codau) realizaram nesta quarta-feira (16), desinfecção dos boxes no Mercado Municipal, assim como no entorno do prédio.

A Lara Central de Tratamento de Resíduos, empresa terceirizada de limpeza urbana, fez a desinfecção com borrifadores costais nas partes internas dos prédios públicos e esteve com três equipes na área do Mercado.

O titular da Sagri, José Geraldo Celani, fez questão de acompanhar todo o trabalho de sanitização nas instalações do Mercadão. Os operadores desinfectaram os corredores e todos os boxes. Além do piso, a solução desinfetante foi borrifada em paredes, vitrines, balcões e na superfície de equipamentos.

Na parte externa, o serviço de desinfecção foi realizado por caminhão-pipa pulverizando as escadarias e paredes do prédio e o leito das vias no entorno do Mercadão.

O líquido desinfetante usado é formado pela mistura de hipoclorito de sódio e peróxido de hidrogênio que, juntos, geram uma solução oxidante, ideal para a desinfecção de superfícies. A concentração segue os parâmetros da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Após a medida, José Geraldo Celani informou que o Mercado Municipal voltará às atividades normalmente, a partir das 7h desta quinta-feira, 17. Prosseguirá também nesta quinta, salientou ele, a retomada do controle de acesso ao estabelecimento.

“A entrada única é pela porta em frente ao prédio da Medicina, com aferição de temperatura dos clientes e funcionários, higienização das mãos com álcool em gel e os pés em tapete sanitizante. Também será limitado o máximo de 80 consumidores no interior do Mercado Municipal, sendo a saída pela porta que dá acesso à avenida Leopoldino de Oliveira”, relatou.

O titular da Sagri disse que manterá fiscais no Mercado exigindo o distanciamento entre as pessoas, inclusive, daquelas que consomem alimentos no local. Celani está convicto que a parceria com a Associação dos Permissionários continuará sendo fundamental no cumprimento das normas sanitárias, tanto no que diz respeito aos colaboradores quanto aos clientes de forma geral.

Confira outras notícias: