Previous
Next
Previous
Next

Mulher é presa suspeita do latrocínio no Felicitá

Compartilhe este post

Fotos: Divulgação
Acusada foi detida pela Polícia Militar: Veículo da vítima foi encontrado carbonizado

Uma mulher suspeita de participação no latrocínio registrado no Parque Felicitá foi capturada pela Polícia Militar. O carro da vítima de 39 anos foi encontrado carbonizado.
De acordo com informações apuradas pela Folha Uberaba, o corpo da vítima identificada posteriormente como Ricardo Lopes foi encontrado após ser desovado em um terreno baldio no final da rua Oscar Alves da Silva, onde os policiais compareceram após denúncias anônimas que informavam sobre o corpo.
Ao chegarem no local os policiais se depararam com o homem morto e isolaram a área. Após os trabalhos da perícia técnica da Polícia Civil, o cadáver que tinha uma lesão no pescoço foi levado para o IML e após exames detalhados foi constatada a morte por esganadura e asfixia.
Em diligências os policiais receberam informações que uma mulher estava no local do crime, horas antes o corpo ser encontrado e posteriormente ela pediu informações aos moradores das proximidades de como sairia daquela região de mata. Os militares fizeram diligências e abordaram a suspeita perto do bairro recreio dos bandeirantes. Ao ser questionada ela entrou em várias contradições, dizendo que estava no local com a vítima e outro homem, que estavam fazendo uso de drogas e na sequencia houve uma briga entre eles. Ela disse ainda que combinou com o comparsa de matarem a vítima e levar o carro, mas que após o crime o homem fugiu no veículo GM Corsa da vítima do homicídio e a abandonou á pé. A suspeita de latrocínio foi presa em flagrante, levada até a delegacia e apresentada á autoridade policial de plantão. Pouco mais de 24 horas após o crime os policiais compareceram em uma via paralela á BR-050 próximo ao km 183 e encontraram o carro da vítima pegando fogo.
Equipes do Corpo de Bombeiros foram ao local e os militares apagaram as chamas. Durante consultas e vistorias foi constatado que o carro pertencia á vítima do latrocínio. O veículo foi apreendido e removido ao pátio credenciado pelo Detran. Já o outro suspeito do crime não foi encontrado e segue sendo procurado. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção á Pessoa (DHPP) da Polícia Civil.

Confira outras notícias: