Prefeitura apresenta fluxos de atendimento à criança e ao adolescente vítimas de violência

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Governo Municipal, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social (Seds), e demais órgãos da rede de proteção ao público infantojuvenil apresentaram, nesta quinta-feira (14), os fluxogramas de atendimento à criança e ao adolescente com direito ameaçado ou violado. A finalidade é otimizar o trabalho da rede e dar publicidade aos mecanismos de atendimento perante à comunidade. A divulgação integra as ações da Seds em alusão ao Dia das Crianças.

A apresentação ocorreu no anfiteatro do Centro Administrativo, com a presença de autoridades e de profissionais da área. A gerente do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Michelle Carvalho, e o cientista social Ailton de Souza Aragão explicaram os fluxos de atendimento. Durante a explanação, a gerente do Creas enfatizou a importância dos fluxogramas para o estabelecimento de linguagem única entre a rede, a fim de que a criança e o adolescente passem pelos serviços necessários e sejam devidamente atendidos.

Presente na cerimônia, a prefeita de Uberaba, Elisa Araújo, reafirmou o compromisso do Governo Municipal em assegurar os direitos das crianças e adolescentes. “Cuidar da criança e da juventude é o caminho para termos uma sociedade futura com menos violência e desigualdade. Dar a elas educação de qualidade, esporte, lazer e formação profissional são pilares importantes, assim como proteger aquelas que estão em situação de vulnerabilidade”, disse a prefeita.

O juiz titular da Vara da Infância e da Juventude da comarca de Uberaba, Marcelo Geraldo Lemos, agradeceu o apoio do Governo Municipal no trabalho conjunto. “A construção desses fluxos não é fácil. Nós temos que considerar todas as atribuições dos atores que compõem a rede e, diante disso, fazermos esse desenho. Foi dado um grande passo”, pontuou o juiz.

Oportunamente, a secretária de Desenvolvimento Social, Gicele Gomes, informou que está prevista, para 2022, a instalação do segundo Creas na cidade. “Vamos estudar, junto com a rede, exatamente qual é o território onde vamos implementar esse novo equipamento da assistência social para que a gente possa avançar nessa política”, pontuou.

Estiveram presentes os vereadores Cabo Diego Fabiano e Rochelle Gutierrez; o promotor de Justiça da Infância e Juventude, Rafael Calil Tannus; o presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdicau), William de Brito; representantes das polícias Civil e Militar, do terceiro setor, das secretarias municipais de Saúde e de Educação e outros.

Confira outras notícias: