Previous
Next

Prefeitura Municipal dialoga sobre retomada de shows em Uberaba

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A prefeita de Uberaba, Elisa Araújo, reuniu-se com integrantes do setor de entretenimento do Município para dialogar sobre a retomada de shows, feiras, festas e competições esportivas.

Elisa abriu a palavra para que os representantes das produtoras DNA Universitário, EXP Produções, Pró Eventos, Taciana Afonso, Top Entretenimento e Two Eventos falassem sobre a percepção para a volta das atividades na cidade.

Entre as demandas apresentadas estavam a solicitação da volta progressiva dos eventos, inicialmente para cinco mil pessoas, respeitando a capacidade de 50% de ocupação para ambientes fechados e 100% da capacidade para ambientes abertos, com apresentação obrigatória pelo público do comprovante de vacinação.

O grupo solicitou ainda a isenção da taxa de arrecadação do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) e outras para a realização dos eventos, e, também, a criação de um calendário oficial do Município.

“Sem dúvidas foi o setor mais prejudicado na pandemia. O primeiro a parar e o último a voltar. O Governo Municipal é parceiro de vocês. Precisamos retomar de forma gradual, consciente e muito responsável. Estamos com todas as demandas, vamos apresentar ao Comitê Técnico de Enfrentamento à Covid e avaliar a melhor forma de executar”, enfatizou a prefeita durante o encontro.

A empresa EXP Produções aproveitou a oportunidade para entregar ofício com as demandas e um estudo que apresenta dados positivos sobre a retomada dos eventos em todo o País.

Uma nova reunião será agendada para apresentar o retorno das solicitações, em especial sobre a possibilidade da isenção dos impostos municipais.

Participaram da reunião o presidente da Fundação Cultural, Cássio Facure; o secretário executivo do Conselho Municipal de Segurança Pública, Alexandre Marcelo Costa de Oliveira; o secretário de Defesa Social, Glorivan Bernardes de Oliveira; a secretária de Governo, Indiara Ferreira; o secretário de Fazenda, Roberto Tosto; o secretário de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação, Rui Ramos; a presidente da Fundação de Esporte e Lazer (Funel), Sandra Moreira e o superintendente de Planejamento Urbano, Luiz Mário Molinar Neto.

Impacto. Levantamento realizado pela Associação Brasileira dos Promotores de Eventos (Abrape), no ano passado, em razão da pandemia, aponta que mais de 350 mil eventos deixaram de ser realizados, o que fez com que o setor deixasse de faturar cerca de R$90 milhões. Já o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) aponta que a pandemia afetou 98% dos setores de eventos e que, apesar de terem sido impactadas pela crise no País, 64% das empresas do ramo conseguiram manter as empresas, sem demissões.

Confira outras notícias: