Previous
Next

Programa Mais Pecuária atinge 48% de prenhez em Uberaba

Compartilhe este post

Prestes a completar dois anos de atividades em Uberaba, em março, o Programa Mais Pecuária Brasil, que trabalha no melhoramento genético de bovinos de pequenos produtores, atingiu no final de janeiro, 1.311 animais avaliados.

Os números foram divulgados pela Secretaria do Agronegócio (Sagri), nesta quarta-feira, 31. De acordo com o boletim, do total de animais avaliados, 1.233 passaram por consultas, exames, aplicação de hormônios e foram inseminados. Desses, 599 prenhezes foram confirmadas até o momento, num aproveitamento de 48%.

O documento do Departamento de Produção Agropecuária da Sagri aponta que, no período, nasceram 539 bezerros e bezerras, fruto do Mais Pecuária em Uberaba. Até agora, 38 pequenos pecuaristas usufruíram do programa no Município.

O diretor de Produção Agropecuária, Luís Felipe Leite Sabino, ressaltou que os números são extremamente significativos. “Índice de prenhez na casa dos 48% é para se comemorar”, destacou, fazendo questão de enaltecer o total apoio que é dado pela parceira do programa, a Confederação Nacional dos Agricultores Familiares e Empreendedores Rurais (Conafer).

Sabino Leite informou que, mensalmente, equipes da Sagri e Conafer saem a campo para cumprimento de novos protocolos. “Sempre tem animais entrando no programa e outros, confirmando prenhez”, disse ele, acrescentando que em janeiro de 2025 as primeiras crias já deverão estar sendo protocoladas, fechando o ciclo.

O titular da Pasta, Agnaldo Silva, avaliou que os índices são muito satisfatórios. Ele faz questão de salientar a procedência dos sêmens, via Alta Genetics do Brasil, grande centro de melhoramento genético mundial. O secretário convidou novos agricultores familiares a participarem do programa, lembrando que os procedimentos são totalmente gratuitos, basta o interessado se inscrever na Sagri, cujo telefone para contato é 3318-0443.

As principais exigências para participar do Programa Mais Pecuária são: ter estrutura adequada com curral e tronco, gado devidamente alimentado e animais com bom escore corporal.

Confira outras notícias: