Previous
Next
Previous
Next

Projetos finalistas da Olimpíada Empreendedora do Sebrae serão desenvolvidos pela FETI e parceiros

Compartilhe este post

A Fundação de Ensino Técnico Intensivo (FETI) vai colocar em prática os três projetos finalistas da Olimpíada Empreendedora do Sebrae em Minas Gerais.

A presidente da instituição, Sônia Manzan, e os professores que desenvolveram as propostas reuniram-se com a prefeita Elisa Araújo e a Chefia de Gabinete. O primeiro projeto vencedor foi Aprendiz Sangue Bom – Cada Gota Conta; o segundo, Sempre Belas; e o terceiro, Varal Solidário.

Sônia Manzan explicou que os projetos seriam trabalhados na parte teórica em 2021 e, neste ano, colocados em prática. A reunião com a prefeita foi para conhecimento das ações dos projetos e alinhamento com as demais secretarias em busca de parcerias para colocá-los em prática.

Sob a orientação dos professores Chafi e Rosangela, o projeto Aprendiz Sangue Bom – Cada Gota Conta tem por objetivo ser fonte de informação sobre a importância da doação de sangue da população da cidade, mas em especial dos jovens estudantes. Para tal, utilizar a rede social de grande alcance e acesso, o Instagram. Na página será informado sobre os requisitos necessários para ser um doador, as campanhas do momento, vídeos explicativos sobre o assunto; entrevistas; fotos; relatos de jovens que doaram sangue, ajudando os demais a deixarem o medo de lado, dentre outros.

Dessa forma, querem contribuir para o aumento de doadores no município apoiando, também, pessoas que necessitam de transfusão.

O projeto Sempre Belas promove a divulgação em redes sociais e informações sobre a doação de kits de higiene pessoal para mulheres e jovens do sexo feminino. A proposta é dar impulso à prática de doação pela comunidade de Uberaba e região e proporcionar parcerias com as escolas locais, empresas, Secretaria de Saúde e assistência social. A gestão é do professor Heli Bessa.

O projeto Evolution – Varal Solidário visa desenvolver um varal solidário na cidade, para jovens de 14 a 24 anos, em parceria com a FETI. O intuito é dar os objetos que não utilizamos mais (roupas, sapatos, acessórios) e, com isso, ajudar pessoas que precisam atender suas necessidades de vestuário, por meio da troca de itens. A quantidade de itens que a pessoa leva é a mesma quantidade que ela tem direito à troca. As peças que sobram são doadas para instituições da cidade. Os orientadores são os professores Sérgio e Daniella.

Confira outras notícias: