Secretaria de Educação prepara volta às aulas presenciais para alunos de 3 anos

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O plano de volta às aulas presencialmente na rede municipal de ensino, no modelo híbrido, vai contemplar alunos de 3 anos (completos até dia 31 de março), a partir do dia 4 de outubro, com meio período de aulas.

A quarta fase da retomada das atividades pedagógicas presenciais, que alcança o Maternal III, foi anunciada nesta segunda-feira, 20, pela Secretaria de Educação (Semed) aos gestores das unidades de ensino.

Em razão desta nova etapa, o horário nas unidades de Educação Infantil passará a ser das 7h às 11h25 (matutino) e das 13h às 17h25 (vespertino). Atualmente 1.910 alunos estão matriculados no Maternal III.

A inclusão de novas fases no plano foi discutida no início do mês pela Semed em reunião conduzida pela secretária de Educação e a adjunta da Pasta, Sidnéia Zafalon e Cristiana Borges, respectivamente.

Com elas, estavam a diretora de Ensino, Luciana Cruvinel, e as chefes do Departamento de Educação Infantil, Maria Aparecida de Jesus Tosta, e do Departamento de Ensino Fundamental, Mara Gennari Mariano, além da assessora de gabinete, Maria de Fátima Fortes.

Nesta quarta fase do plano de volta às atividades presenciais na rede municipal de ensino, as turmas de Pré-I e Pré-II também passam a meio período, a partir do dia 4 de outubro.

A Semed também avalia a possibilidade de ofertar, ainda este ano, as cinco aulas diárias para as turmas do 1° ao 5° ano. Desde a retomada das atividades presenciais, alunos dessas séries têm três aulas presenciais e duas remotas, sendo estas para atender estudantes que estão em casa.
O planejamento da Semed para essas novas fases inclui a oferta de aulas remotas para os alunos de 3 anos, Pré-I, Pré-II e do 1º ao 5º ano, simultâneas às presenciais.

Segundo a secretária Sidnéia, para que isso ocorra, as turmas presenciais estarão em sala de aula com uma professora, enquanto outra educadora/profissional de apoio atende aos alunos que estão remotos. A Semed ainda não tem previsão de retorno dos alunos de 0 a 2 anos.

“A nossa proposta contempla os aspectos pedagógicos e também os protocolos de biossegurança contra a Covid-19”, assegurou Sidnéia. A secretária ponderou, contudo, que nem todas unidades terão condições de abraçar a proposta de cinco horários para as turmas do 1º ao 5º ano, mas aquelas que derem sinal verde terão aval da Semed.

Acompanhada de sua equipe, a titular da Semed reuniu os gestores em dois momentos nesta segunda, no anfiteatro do Centro Administrativo da Prefeitura: pela manhã participaram Cemeis e escolas de Educação Infantil e à tarde, as unidades de Ensino Fundamental.

“Essa retomada exige estrutura e cautela, mas ela é necessária”, pontuou Cristiana Borges, enquanto a diretora de Ensino, Luciana Cruvinel, arrematou: “O direito à aprendizagem é uma prerrogativa do aluno.”

As aulas presenciais na rede municipal de ensino foram retomadas a partir de 4 de agosto, no modelo híbrido e de forma gradual.

Também foram tratadas questões como matrículas na rede para 2022, por meio do protocolo de vagas, distribuição dos kits de alimentação para todos os alunos da rede municipal (presencial ou remoto e independente de ter Cadastro Único ou receber Bolsa Família) e o Plano de Gestão de Pessoal (PGP).

Confira outras notícias: