Previous
Next

Semed e Sindemu reúnem-se na Casa do Educador

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A Secretaria de Educação e o Sindicato dos Educadores do Município (Sindemu) reuniram-se nesta semana, na Casa do Educador Professora Dedê Prais.

O encontro foi solicitado pela entidade sindical, que trouxe demandas à pasta relacionadas ao modelo híbrido adotado pela rede municipal de ensino para a volta às aulas presenciais e também sobre o protocolo com as medidas de biossegurança nas unidades.

A secretária de Educação, professora Sidnéia Zafalon, recebeu os sindicalistas, capitaneados pelo presidente do Sindemu, Bruno Ferreira. O dirigente sindical relatou situações encontradas em visitas às unidades, disse que o sindicato não concorda com o modelo adotado para a volta às aulas e questionou o controle dos casos de Covid nas instituições de ensino.

Acompanhada da secretária adjunta da pasta, Cristiana Borges, Sidnéia reiterou que as ações desencadeadas pela Semed para a volta às aulas foram precedidas de um amplo planejamento, tanto pedagógico quanto em relação às medidas de biossegurança, neste caso, com total apoio da Secretaria de Saúde.

Além disso, ela reiterou que o modelo híbrido, com três aulas presenciais diárias e duas remotas, foi o caminho encontrado para assegurar a carga horária do professor, sem comprometer a qualidade do ensino, para quem está na unidade de ensino ou não.

Quanto aos registros de Covid na rede, Sidnéia destacou que a Semed trata com total transparência, desde o primeiro caso, assim como tem um balanço diário da situação, além de fornecer o suporte aos gestores e comunidade escolar. Os diretores Luciana Cruvinel (Ensino), Maria Inez Pucci de Martino Prata (Apoio à Educação Básica) e Denis Oliveira (Logística), e o assessor jurídico da Semed, Leonardo Tosta, também participaram da reunião.

Bruno estava acompanhado da 1ª tesoureira do Sindemu, Maria Cláudia Farias e da 1ª secretária Maria Aparecida Dias Firmino.

Confira outras notícias: