Stiquifar constrói prédio de R$1.200.000,00

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O prédio será sede do Instituto Educar para Transformar

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas e Farmacêuticas de Uberaba e Região está construindo um prédio no valor aproximado de R$1.200.000,00. A obra que ainda está na fase de fundação contará com 15 salas, sendo dois laboratórios; um de informática e outro de química em um terreno de 600m2 no valor de R$230.000,00. A verba é integralmente oriunda do sindicato. O edifício acolherá a sede do Instituto Educar para Transformar.

De acordo com a presidente Graça Carriconde, a necessidade de construir um centro de qualificação foi detectada ainda na construção de Valefértil, hoje Mosaic. “Nós somos um grupo de dirigentes sindicais comprometidos com o trabalhador. Ao longo desses anos, que a área de qualificação e requalificação de trabalhadores tinha uma lacuna muito grande para ser preenchida, então, em 2015, propomos a criação do Instituto Educar para Transformar com o objetivo de podermos ocupar essa lacuna no sentido de promover ações concretas nesse segmento, para os trabalhadores e seus dependentes nesse primeiro momento. Depois, verificamos que não poderíamos atender somente os trabalhadores e tínhamos que ampliar para todo o cidadão uberabense”.

A presidente também destaca que o IEPT está pleiteando verbas do governo federal. “Hoje, o capital é totalmente investido pelo Stiquifar. Mas também estamos procurando outras fontes de renda para ampliarmos esse atendimento. Começamos com a aquisição do terreno também na Marquês do Paraná, para ficar próximo ao sindicato. Isso, para termos uma atuação mais presente pela facilidade da localização”.

O IEPT foi fundado em 2015 e hoje funciona na sede do Stiquifar. Duas turmas de cinco alunos fazem curso de Excel nesse momento.  Os participantes receberam um kit contendo pasta, caneta, lápis, caderno, álcool em gel, máscara, camiseta e manual. Os cinco computadores são de última geração, desenvolvido pela Razor Computadores, empresa que também fornece equipamentos para Polícia Federal de São Paulo, Batavo, Hospital Albert Einstein, SENAI, SCANIA.

Confira outras notícias: