Previous
Next

Acidez Urbana – Jorn. François Ramos

Compartilhe este post

Pesquisas
Conforme se aproximam as eleições municipais as consultas informais sobre a preferência popular também se intensificam. Enquetes com alguns dos prováveis nomes que concorrerão à Prefeitura de Uberaba são facilmente encontradas nas redes sociais. Contudo, é preciso estar atento, pois, levantamento de intenção de voto realizado a partir de 1º de janeiro deve ter prévio registro na Justiça Eleitoral antes da divulgação; quem descumprir norma fica sujeito a multa.

Punição
A Lei nº 9.504/1997 (Lei das Eleições) e a Resolução nº 23.600/2019, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinam que, em anos eleitorais, as sondagens feitas a partir de 1º de janeiro devem ser obrigatoriamente registradas na Justiça Eleitoral cinco dias antes da divulgação. A publicidade dos dados sem o prévio registro pode resultar em multa que varia de R$53.205,00 a R$106.410,00.


Quem são?
Oficialmente a corrida para a Prefeitura de Uberaba ainda não têm nomes definidos. As candidatas e os candidatos que concorrerão ao pleito devem ser escolhidos nas convenções partidárias, que são realizadas no período entre 20 de julho e 5 de agosto no ano eleitoral. Os partidos têm até o dia 15 de agosto para registrar os nomes na Justiça Eleitoral.

Prefeitáveis
Enquanto as candidaturas não se tornam oficiais, vão surgindo vários potenciais pré-candidatos. Entre os nomes mais conhecidos, além da própria prefeita Elisa Araújo (Solidariedade), que deve buscar a reeleição, estão o do ex-deputado estadual Tony Carlos (MDB), do ex-prefeito e ex-ministro dos Transportes Anderson Adauto (PcdoB), do também ex-prefeito Paulo Piau (PSDB), e o do ex-deputado-federal Franco Cartafina (PP).

Tem mais
Outros nomes que aparecem nas especulações relativas à disputa do Executivo nas eleições municipais de 2024 são: Ellen Miziara (PL), Patricia Melo (PT), Fernando Mendes (MDB), Hermany Andrade Junior (PRD) e Maria Sandra Tapajós (PSOL).


Direita
Apesar do nome da presidente do PL Uberaba e 2ª vice-presidente estadual do PL mulher, Ellen Miziara, aparecer entre os potenciais prefeitáveis desde o início do ano passado, o candidato da direita local deve ser mesmo o empresário e ex-vereador Samir Cecílio Filho (Foto). Ele também já presidente da Aciu (Associação Comercial e Industrial de Uberaba) e da Cohagra (Cia. Habitacional do Vale do Rio Grande). Uma vez confirmada sua candidatura, com certeza aumenta a qualidade na disputa para as eleições deste ano.

      Foto: Reprodução Instagram/@samirceciliofilho


Oposição
A frente de oposição à reeleição de Elisa Araújo, formada no final do ano passado e composta por Tony Carlos, Paulo Piau e Franco Cartafina, por sua vez, pode não durar muito. Embora tenha sido anunciado pelo grupo que a definição sobre qual dos três seria o candidato a enfrentar a atual prefeita nas urnas sairia de consenso após pesquisas, o ex-prefeito Paulo Piau, em entrevista à Rádio JM afirmou que: “Candidatar-se pela terceira vez à Prefeitura de Uberaba não é um sonho, mas uma responsabilidade”.


E agora?
Por outro lado, os articuladores e amigos mais próximos de Tony Carlos afirmam com convicção que o ex-deputado estadual e 2º colocado nas últimas eleições municipais (quando foi derrotado por Elisa Araújo), dificilmente abrirá mão de sua própria candidatura em favor de Paulo Piau ou Franco Cartafina.


Vou não
Thiago Mariscal e Kaká Carneiro, candidatos à prefeito e vice no último pleito, graças à expressiva votação que conquistaram, também aparecem entre os potenciais prefeitáveis. Contudo, o destino de ambos deve ser a disputa por uma cadeira no Legislativo. Vale lembrar que os dois já foram
vereadores.


E o vice?
Também vão ganhando corpo as especulações acerca de potenciais nomes para a condição de candidato a vice-prefeito. Principalmente em relação a quem irá compor chapa com Elisa Araújo. A curiosidade talvez esteja sendo potencializada pelos atritos e ruptura precoce com seu vice-prefeito Moacir Lopes (que renunciou no início de 2023).


Então
Até o momento já foram citados como possíveis vice para a prefeita Elisa Araújo, o atual presidente da Câmara Municipal, Fernando Mendes (MDB), o também vereador Samuel Pereira (MDB), a Pastora Regiane Isidoro (lembrada ainda entre os prefeitáveis) e a professora Maria Abadia (Foto), candidata a deputada estadual em 2022, formando dobradinha com o deputado federal Zé Silva na cidade.

Foto: Reprodução Facebook


Novidade
Entre os nomes que podem se tornar vice de Elisa Araújo, uma surpresa tem aparecido recentemente, o promotor de justiça José Carlos Fernandes. Caso esta especulação se confirme a prefeita teria a seu lado alguém que é sinônimo de combate à corrupção. Logo, contribuiria para consolidar uma imagem de lisura, correção e austeridade.

Esquerda
A petista Patricia Melo tem seu nome lembrado em três categorias. Aparece entre os prefeitáveis, como viável para a disputa de uma cadeira na Câmara de Vereadores e, também, potencial candidata a vice-prefeita em uma chapa encabeçada por Anderson Adauto.


Briga
A disputa por uma cadeira no Legislativo também promete. Todos os atuais vereadores devem ser candidatos à reeleição. Vários ex-parlamentares tentarão recuperar sua cadeira na Câmara Municipal, dentre eles, Mariscal, Kaká Carneiro e Dutra. Nomes que foram bem votados no pleito anterior, como por exemplo o do servidor da CODAU, Henrique Gaspar (Foto), que também trabalha com o IMAD (Casa de Acolhimento Madre Tereza de Calcutá) podem retornar às urnas com mais força.

   Foto: Reprodução Facebook


Conservadores
Pela ala conservadora, a bolsonarista Ellen Miziara (PL), que também é relacionada entre as potenciais prefeitáveis, e o evangélico Julio Riposatti (PP), envolvido em muitos projetos sociais, podem aparecer como opções de renovação do quadro de vereadores.


Frase
“Agora o bicho vai pegar!” (Chorão – banda Charlie Brown Jr.)

Confira outras notícias: