Previous
Next

Avanço da reforma do Mercado é comemorado por Marão

Compartilhe este post

O vereador Ismar Marão comemora o avanço da reforma do Mercado Municipal de Uberaba que, pelo contrato, deveria ser entregue até meados deste ano. Ele lembrou das tratativas para conseguir uma verba de R$ 5 milhões para a reforma e revitalização do prédio, com o auxílio do então ministro da Agricultura, Marcos Montes Cordeiro.

Foram várias as viagens ao Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA), em Brasília, para viabilizar o dinheiro necessário. A reforma prevê instalação hidráulica, sanitários, elétrica, novo telhado, instalação de elevador, pintura em geral e revitalização no entorno.

Marão destacou a importância do Mercado Municipal, como local de referência de compras e importante ponto turístico no Município. “A reforma irá melhorar a capacidade de faturamento dos permissionários e oferecer conforto e acessibilidade aos visitantes”, afirmou o vereador.

O prédio onde o Mercado Municipal funciona atualmente foi erguido em 1922, na praça Manoel Terra. Desde então passou por duas reformas, em 1936 e 1992, que modernizaram seu interior, mas conservou seu estilo original. O prédio foi tombado em 1999, através da Lei de Tombamento número 5.350, ratificada pelo Decreto 1903, de 18 de agosto daquele ano, instituído pelo Conselho Deliberativo Municipal do Patrimônio Histórico e Artístico de Uberaba (Condephau).

A licitação da obra foi realizada há dois anos, sendo que em junho de 2022 a Construtora Elis, de Goiânia, venceu a concorrência, pelo valor de R$ 4.028.178,95. Porém quando apenas 10% da reforma havia sido realizada, a empresa abandonou o projeto, após vários atrasos no cronograma.

No ano passado a obra chegou a ficar cinco meses paralisada. Uma nova licitação foi realizada e desta vez a vencedora foi a uberabense Construtora Toubes, com uma proposta no valor de R$ 3.586.990, ou seja, 12% abaixo da estimativa inicial. O resultado foi publicado no mês de agosto, com um prazo de dez meses para a obra ser finalizada, até junho deste ano.

Até o dia 4 de janeiro, cerca de 40% do cronograma de obras havia sido executado, de acordo com a Secretaria de Desenvolvimento do Agronegócio (Sagri).

Confira outras notícias: