Elisa integra Comissão de Prefeitas do País

Compartilhe este post

Em João Pessoa (PB) desde quinta-feira, 1º, para o encontro “Reflexões sobre o futuro das cidades”, a prefeita Elisa Araújo foi uma das protagonistas da criação da Comissão de Prefeitas, que irá atuar como um braço da Frente Nacional de Prefeitos (FNP). Na reunião de criação do colegiado foram tratadas pautas relacionadas à mulher e também à reforma tributária e seu impacto para os municípios, entre outros temas comuns às chefes de Executivo.
“Falamos sobre nossas ações e projetos voltados à mulher, políticas públicas que visam garantir direitos como saúde, educação, trabalho e segurança, assim como a promoção da igualdade e respeito às mulheres”, relatou Elisa. Outro item da pauta foi a reforma tributária que prevê, entre outras mudanças, a substituição de cinco tributos atuais: IPI, PIS, Cofins, ICMS e ISS, por um ou dois impostos sobre valor adicionado (IVA) e um imposto seletivo extrafiscal.
A reunião que tratou da criação da Comissão de Prefeitas da FNP foi conduzida pela chefe do Executivo de Lauro de Freitas (BA), Moema Gramacho.
O encontro “Reflexões sobre o futuro das cidades”, promovido pela FNP, reúne mais de 50 prefeitos das grandes cidades do País. A abertura foi prestigiada pelos ministros de Estado Wellington Dias (Desenvolvimento Social) e Alexandre Silveira (Minas e Energia) e o ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Augusto Nardes.
“Foi um momento para trocar experiências, compartilhar boas ideias e pensar no futuro das cidades”, disse Elisa, ressaltando que um dos temas em destaque no encontro foi o serviço de transporte público e o valor das passagens, uma pauta comum aos municípios, especialmente entre aqueles acima de 100 mil habitantes.
Segundo Elisa, esta é uma pauta conjunta que vem sendo construída para levar reivindicação dos municípios aos governos federal e estaduais. O encontro “Reflexões sobre o futuro das cidades” será incorporado ao calendário de evento da Frente Nacional de Prefeitos atendendo à demanda dos chefes de Executivo municipais por oportunidades para discutirem com mais profundidade temas em evidência no momento.

Confira outras notícias: