Indicado ao Nobel da paz premia legado uberabense

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Edílson Lamartine Mendes recebeu a Comenda Digital Ministro Alysson Paulinelli por seu trabalho pela defesa e fortalecimento do setor Agropecuário mineiro e brasileiro. A jornada consolidada a partir de sua atuação no Triângulo Mineiro ajudou no início da revolução verde de Paulinelli.  

Na noite de 14 de julho a OAB/MG anunciou os eleitos da Comenda Digital e Grande Colar Nacional Ministro Alysson Paulinelli. A homenagem com objetivo de enaltecer a contribuição de líderes e representantes do Agronegócio Brasileiro foi criada pela OAB Minas e OAB Nacional a pedido da Comissão do Direito do Agronegócio e concedida às maiores personalidades do setor de todo o País.

O produtor, pecuarista e médico veterinário uberabense Edílson Lamartine Mendes (1937-1984), que trabalhou intensamente para defender as reivindicações do setor e dar voz aos produtores rurais foi um dos 50 homenageados. O líder classista foi presidente do Sindicato Rural de Uberaba, da ABCZ e da FAEMG – chegando a Assembleia Legislativa para ocupar cadeira de Deputado Federal.  

A Comenda que leva o nome do outro ilustre mineiro, esse de Bambuí, foi criada para fomentar a indicação de Alysson Paulinelli ao Prêmio Nobel da Paz por suas ações que promoveram a chamada Revolução Agropecuária Sustentável no Cerrado que em poucas décadas mudou a condição do Brasil de importador de quase todos os gêneros para terceiro maior produtor mundial de alimentos, para nação autossuficiente e capaz ainda de fornecer comida – como carne e grãos – para quase 1 bilhão de pessoas.

Os frutos dos projetos de Alysson Paulinelli através da Embrapa, CNPq, Universidades e da extinta Embratec potencializaram gradativamente a produção de alimentos e a extinção da fome no planeta tornando terras pobres em áreas de alta produtividade. Paulinelli foi secretário de agricultura de Minas Gerais e ministro da agricultura nos anos 70, a época do trabalho mais intenso de Edílson Lamartine Mendes como representante do Agro. Em 2006, Paulinelli ganhou o World Food Prize, concedido a pessoas que ajudaram a melhorar a qualidade, quantidade e disponibilidade de alimentos no planeta, promovendo a paz mundial.

A solenidade de gala transmitida na web foi acompanhada por milhares de pessoas e pode ser acessada no canal do Youtube da entidade promotora. Maria Ignêz Machado Mendes e a família vão receber o medalhão da Comenda Ministro Alysson Paulinelli pelo Serviço de Correios. “A trajetória de nosso pai nos enche de orgulho e nos motiva também a atuar de alguma forma pelo coletivo. Receber essa homenagem pelo legado do trabalho dele e os reflexos positivos de toda aquela luta nos emociona e estimula. Em nome da família, agradecemos essa honra à OAB em todas as esferas”, disse a pecuarista Ana Cláudia Mendes Souza, que é diretora da ABCZ desde 2016.

Confira outras notícias: