Previous
Next

Menino de um ano morre após dar entrada no Hospital da Criança

Compartilhe este post

Policiais militares registraram a morte de mais uma criança no Hospital da Criança em Uberaba. O caso deverá ser investigado pela Polícia Civil. Conforme informações apuradas pela Folha Uberaba, a situação aconteceu na noite de ontem (28) no Hospital da Criança na rua Doutor Lauro Borges na área central de Uberaba, onde policiais militares da 41ª Companhia compareceram e conversaram como uma mulher de 25 anos mãe do menino. Ela relatou que ontem durante a manhã o filho dela estava em casa no bairro Abadia e começou a soltar secreções pelo ouvido e teve ainda vômitos e diarreia. Ela pegou a criança e a levou para o Hospital da Criança, onde ela passou por atendimento e o médico examinou apenas os ouvidos do filho, receitou Cefaloxina e deu alta hospitalar.

A genitora contou ainda que o médico não solicitou nenhum outro exame e ela foi para casa com filho. Por volta das 18h ministrou medicamento para o menino e cerca de após 20 minutos de tomar a medicação, ele começou a balançar a cabeça em seguida ficou com o corpo mole. Vizinhos ajudaram a testemunhas e acionaram Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e foram informados que uma ambulância deslocaria para o local. Minutos após a viatura não havia chegado, eles retornaram a ligação e a atendente relatou que ambulância iria demorar, sendo que a criança foi socorrida pelos próprios vizinhos e encaminhada em veículo particular até Hospital da Criança.

Ao chegar no hospital ela foi atendida de imediato e os médicos tentaram reanimar o menino, porém não resistiu e foi a óbito. Os policiais militares conversaram com a médica que fez atendimento, e ela relatou as equipes que por volta de 18h50 foi solicitada na sala de urgência, ao entrar se deparou com a criança desacordada levemente em enrijecida, com pupilas bilateralmente midriáticas cianóticas e manchas equimóticas na região cervical.

A profissional de saúde relatou também que a criança apresentava a ausência de pulso braquial e femoral e escuta cardíaca ausente, que foi realizado um eletrocardiograma às 19h05, constatado a ausência de atividade elétrica cardíaca e em seguida o óbito. O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) em Uberaba, onde vai passar por exames e posteriormente ser liberado para os familiares realizarem velório e sepultamento. O caso deverá ser investigado pela Polícia Civil.

Confira outras notícias: