Planejamento apresenta projeto do Memorial Árvore da Vida em homenagem às vítimas da Covid-19

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Na tarde desta quarta-feira (13), a Secretaria de Planejamento (Seplan) apresentou a uma comissão do Governo Municipal o projeto do Memorial Árvore da Vida, em homenagem às vítimas da Covid-19. Elaborado pela arquiteta da pasta, Ana Carolina Pinheiro, o projeto prevê a edificação de um monumento em frente ao Cemitério Medalha Milagrosa (antigo Candongas), na Univerdecidade.
De acordo com o superintendente de Planejamento da Seplan, Luiz Mário Molinar Neto, o Memorial será circular (símbolo do infinito), com seis metros de diâmetro, em aço corten (com tonalidade vermelho-ferrugem, de alta durabilidade) vazado, em forma de árvore, que simboliza o círculo da vida. Em seu entorno e em várias áreas verdes da cidade serão plantados ipês e flamboyants, representando as vítimas da Covid-19 que faleceram em Uberaba. O paisagismo será realizado em parceria com a Secretaria do Meio Ambiente.

“Trata-se de uma homenagem muito elegante, num momento tão sensível a todos, propondo um espaço de reflexão e beleza. Ficou muito bonito e esperamos encontrar parcerias para a sua execução, já com algumas perspectivas”, afirmou a prefeita Elisa Araújo, após a apresentação.

O memorial foi uma solicitação da Câmara Municipal à Secretaria de Saúde, representando a luta, e também as conquistas. “Um momento que trouxe, de forma drástica, muita reflexão e sofrimento, mas também conquista da ciência”, apontou o assessor da SMS, Sérgio Luiz Hilleshim. O secretário da pasta Sétimo Bóscolo completou: “Simboliza o respeito e o carinho pela memória de todas as vítimas e por suas famílias. E também àqueles que conseguiram sobreviver a essa pandemia.

O presidente da Câmara Municipal, Ismar Marão (PSL), participou da reunião e ficou bastante impressionado com o projeto. “Agradecemos à prefeita que entendeu a nossa solicitação, assinada por quase a totalidade dos vereadores e vamos estudar a possibilidade de fazer uma parceria com o Município para a execução desse projeto”, salientou. Vale lembrar que a estimativa de custo é da ordem de R$ 142 mil.

“Esse ponto de encontro, reflexão e oração será um espaço importante para lembrarmos que devemos dar mais valor à vida”, considerou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação, Rui Ramos.
Também estiveram presentes na reunião o secretário de Planejamento e Meio Ambiente, Carlos Delfino Pereira; o presidente da Fundação Cultural, Cássio Facure; a diretora de Turismo da Sedec, Maria Aparecida Basílio; o secretário adjunto da Semam, Vinícius Arcanjo da Silva e o chefe de Gabinete do município, Caio Presotto.

Confira outras notícias: