PMU espera publicar em janeiro primeiros dados do projeto de Monitoramento Pluviométrico de Uberaba

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Governo Municipal, por meio da Secretaria Municipal do Agronegócio (Sagri), agiliza coleta de dados para implantação do projeto Pluviométrico das Áreas Produtivas de Uberaba. A iniciativa irá beneficiar o agro como um todo, assim como setores do meio ambiente no Município.

O chefe da Seção de Desenvolvimento Rural da Sagri, Matheus Alves, encarregado de levar a ideia adiante, informou que o projeto de Monitoramento Pluviométrico de Uberaba está em sua fase final. Ele ressaltou que a proposta só está sendo possível graças à parceria com as usinas Uberaba, Vale do Tijuco e Delta Sucroenergia que colocaram mais de 30 pluviômetros à disposição do projeto, juntamente com os dados de médias históricas.

Outro momento que ajudou a alavancar a iniciativa, explicou Matheus, foi a reunião com a direção do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). O órgão colocou uma série de informações disponíveis, além de conferir a seriedade e os propósitos do projeto.

Assim, ressaltou o dirigente que com toda esta gama de informações está sendo possível consolidar o primeiro banco de dados do projeto Pluviométrico das áreas produtivas de Uberaba. “Estamos fazendo as compilações finais e a formatação da base com os principais elementos pluviométricos no Município”, destacou Matheus na esperança de que, no final de janeiro próximo, sejam publicados os primeiros dados do projeto à comunidade.

Para o secretário do Agronegócio, José Geraldo Celani, a ferramenta é extremamente importante, ainda mais numa região onde o agronegócio se desponta. Ele ressaltou que os dados advindos do projeto, assim como os oriundos do Monitoramento de Safra, muito contribuirão com os nossos agricultores que mediante tais informações poderão planejar ainda mais as suas atividades agrícolas. Com o passar do tempo e o incremento do banco, Celani acentuou que será possível também confrontar médias históricas, fundamentais na tomada de decisões no meio agro.

O titular da Sagri enfatizou ainda que o projeto será de grande utilidade para o segmento ambiental, sobretudo para estudos das principais caraterísticas da pluviosidade no Município e região, dentre outras.

Confira outras notícias: