Instituto Não Aceito Corrupção passa a integrar a OEA

Compartilhe este post

O Conselho Permanente da Organização dos Estados Americanos (OEA) aprovou o pedido do INAC- Instituto Não Aceito Corrupção para integrar as organizações da sociedade civil registradas na OEA, em conformidade com as diretrizes aprovadas pela resolução CP/RES759 (1217/99) para esse fim.

Para o presidente do INAC, Roberto Livianu, a adesão do INAC à OEA fortalece os mecanismos de cooperação entre organizações da sociedade civil e Estados membros da OEA na defesa da democracia e na luta anticorrupção.

O INAC participará da próxima assembleia geral da OEA em Washington, EUA, de 21 a 23 de junho.

Serviço

Assembleia geral da OEA – Organização dos Estados Americanos em Washington, EUA

Data: 21 a 23 de junho

Sobre o INAC

O Instituto Não Aceito Corrupção é uma associação apartidária, sem fins lucrativos, fundada em julho de 2015, tendo seus pilares de atuação baseados em pesquisa, elaboração de políticas públicas, educação e mobilização. Dissemina conhecimento, ferramentas de fiscalização do poder público, transparência e acesso à informação, entre outros, com o objetivo de reverter a cultura de corrupção que, por tanto tempo, tem vigorado no Brasil.

Confira outras notícias: