PM flagra momento em que menores assaltavam caminhoneiro

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Dois menores foram apreendidos após assaltarem um caminhoneiro e sua esposa no posto fiscal do IMA que fica na BR 050, um homem de 35 anos foi preso como coautor do crime e outro menor evadiu.
Segundo as informações repassadas à Folha Uberaba, equipe da VP 20142 formada pelos CBs Tabanez e André Luiz, fazia patrulhamento preventivo na região quando viram uma carreta estacionada no posto do IMA, os militares resolveram orientar o motorista a não pernoitar no local por conta dos inúmeros roubos que tem ocorrido ali.
O CB André Luiz bateu na porta incessantemente e como achou que o motorista poderia estar dormindo, o CB Tabanez acionou a sirene e o giroflex, nesse momento, ouviram gritos de uma voz feminina pedindo socorro.
Quando os militares deslocaram para a frente da carreta, depararam com uma mulher em meio a vegetação.
A mulher relatou que ela é marido foram surpreendidos por três autores, adolescentes e quando tentavam obrigar a vítima a fazer um pix, notaram a chegada da viatura e mandaram as vítimas sentarem no chão e ficarem quietas, enquanto isso evadiram pelo canavial.
O motorista relatou que estava na cabine com sua esposa quando, o vidro do passageiro foi quebrado e foram surpreendidos pelos menores que portavam uma espingarda de dois canos uma arma semelhante a um revólver e um podão.
Os autores obrigaram as vítimas a se afastarem do caminhão, e roubaram a aliança de ouro dele, um celular Motorola Moto G6, a carteira contendo 400 reais em dinheiro, cartões bancários e cartão da maçonaria.
Foram mostradas fotos de autores de roubos na região ao motorista e ele reconheceu um menor de 15 anos.
Os militares deslocaram até a residência do menor, no bairro Ricardo Misson, em Delta MG, ali a mãe do menor disse que ele e o irmão haviam saído cedo e ainda não haviam retornado. Ela foi orientada a acionar a polícia assim que chegassem.
Nesse momento, a equipe do videomonitoramento informou que três indivíduos em duas bicicletas, sendo um grupo com uma bolsa, deslocavam de forma suspeita pela rua 14, próximo ao Uberaba Country Clube.
Os militares deslocaram para o local, ali perceberam movimentação estranha em uma residência, um indivíduo que estava no portão, ao perceber a presença policial, tentou fechar o portão, porém foi impedido pelos militares.
No local os militares viram duas bicicletas jogadas ao solo, questionado, o homem de 35 anos, relatou que pertenciam a menores moradores do bairro Ricardo Misson, que haviam pedido para deixar ali, porém ele não os conhecia, porém caiu em contradição diversas vezes.
A esposa do autor chegou ao local e declarou que as bicicletas estavam ali anteriormente, porém não caídas, e que menores costumam deixar as bicicletas ali quando estão fugindo da polícia e se escondem no mato, segundo ela isso era feito com consentimento de seu esposo.
Após a versão da esposa, o autor assumiu que realmente menores em fuga deixaram as bicicletas ali e se escondiam na mata. Após ver fotos dos menores, o autor reconheceu os dois irmãos moradores do bairro Ricardo Misson.
Neste momento, os militares foram informados que a mãe dos menores estava na sede do pelotão com eles.
No local, os menores disseram que estavam no “rolê” e haviam acabado de chegar em casa de bicicleta, porém foram desmentidos pela mãe, que disse que chegaram sem as bicicletas.
Os menores tentaram manter a versão, mesmo após o desmentido da mãe, porém quando os policiais mostraram as fotos das bicicletas na casa do coautor, a mãe dos meninos reconheceu de pronto como as de seus filhos.
A vítima reconheceu um dos menores como o autor que levou sua aliança, e que foi esse menor quem chamou a vítima de “bichão” e disse que atiraria nele caso ele corresse.
Os militares voltaram a casa onde estavam as bicicletas, ali o autor mudou novamente sua versão, disse que estava com os menores em um bar.
Os menores mentiram sobre a identidade do terceiro autor, dizendo saber apenas o primeiro nome dele, porém, através de fotos, a vítima reconheceu prontamente o terceiro autor, que segue foragido.
Os menores foram apreendidos, assim como as bicicletas usadas no crime, o autor maior de idade foi preso.
Os militares conseguiram localizar o cartão de crédito da vítima e o cartão da maçonaria.

Confira outras notícias: